Pingando de Prazer

por H. Thiesen 

Abro as pernas
e toco-me muitas vezes.
Meus dedos satisfazem
todos os desejos e anseios.
Exploro, mexo e remexo,
cada dobra e pétalas da flor.
Tão escondida e úmida
De maneira insistente
Ardente e intenso
Meu tesão não sei contê-lo
Posso gemer bem alto
Libertar os meus gritos
Nada me importa
Nem paredes com ouvidos
Sinto cada toque
Despetalo a flor
Me invado e lambuzo
Escorro de prazer
O meu corpo languido
Minhas pernas abertas
Os dedos invasivos
Em abusivo ardor
Estremeço meu corpo
O coração vem à boca
No meio das pernas
Um calor, uma dor
Me derramo em gozo
Supro os meus desejos
Se não todos eles
Pelo menos os urgentes!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

------------------------------------------------------------------------------

Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!

Chupa que é vulva!




por H. Thiesen 

Se me perguntares assim
pelo que me dá mais prazer,
e nos teus olhos houver um brilho,
como quem espera pronta resposta,
Não espere de mim delicadeza
nem mesmo te farei proposta
Não te darei tempo para réplica
e logo responderei tua questão
Talvez sejam palavras ou gestos
quem sabe aponto na direção
Curta e concisa será a resposta:
- Chupa... Que eu gozo!




© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

----------------------------------------------------------------------

Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!

Anatomia de uma foda!

por H. Thiesen

Hoje, tenho você aqui, a minha disposição, para matar-me as vontades e todo o meu tesão.
Eu te beijo a testa, os olhos e o rosto, desço beijando o pescoço e não esqueço teus ombros. Te viro logo de bruços e numa ânsia louca, distribuo meus beijos pelas tuas costas e continuo descendo pela tua espinha, lambendo com a minha língua molhada cada uma das vértebras.
Com a boca sedenta chego na tua bunda, mordo uma das nádegas e repito a mordida na outra. Sem saciar a fome que eu tenho de ti e que também eu tenho por sexo, abro as tuas pernas e entro entre elas, para morder o interior das tuas coxas.
Sem parar de beijar vou às pontas dos pés, chupo os teus dedos um à um e te lambo na sola dos pés. Se acaso você pensar que o meu passeio findou, eu te viro de costas na cama e subo devagarinho, passando a língua em tua pele, sentindo teus pelos roçarem na minha boca e no meu rosto
Para o meu destino, vou indo bem devagar, te arrancando os gemidos em todos os beijos que dou e se for possível, faço você urrar. Subo pelas tuas pernas, cheirando e beijando, deliciando as tuas coxas de novo. Subo bem lentamente, sem pressa nenhuma, até encontrar o teu sexo rígido, saliente e quente.
Antes de qualquer outra coisa, primeiro eu sinto o cheiro  e depois dou-lhe um beijo. Quero te ver suspirar sentindo a minha ponta a língua a passear no teu membro, antes de te chupar. E então, só depois eu o lambo com intensidade e o envolvo com os lábios, deixo entrar bem fundo, até a garganta. Sugo, lambo e mordo e brinco com ele na boca.
O que eu acho mais lindo e que demais me excita, são os teus gemidos, enquanto estou te chupando. Assim também eu me molho encharco meu sexo e lambuzo, sinto que já estou pronta, com o sexo ensopado e latejante.
Tiro você da minha boca, ando por cima do teu corpo, deixando um rastro de mel, sobre teu ventre e teu peito. Coloca a tua cabeça  entre as minhas pernas e na tua cara eu sento. Te dou a vulva e o clitóris para você lamber e chupar e derramo na tua boca um delicioso manjar.
Porém eu quero mais, vou de encontro a tua boca onde encontro o meu gosto e que me leva à loucura.Por isso eu subo em teu corpo e o monto. Misturo os nossos gestos, o nosso mexe e remexe e faço um jogo de sexos. Você vai entrando, eu vou te envolvendo, até atingir meu fundo e ficarmo mexendo.
Tomo o domínio do ato, te cavalgo com jeito, eu subo e desço com as mãos no teu peito. O encaixe é perfeito, há sincronia e ritmo, do vai-e-vem vagaroso aos movimento mais céleres. O corpo reage aos estímulos, à sensualidade presente e não mais podendo conter o nosso prazer nessa anatomia de sexo, nos entregamos ao deleite e a um gozo é intenso.

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!

Anal, divino anal!


por H. Thiesen 

Sexo anal é divino
e ao mesmo tempo demoníaco,
causa pânico em algumas,
curiosidade em outras
e enlouquece certas mulheres. 
Ter as entranhas preenchidas
por uma vara de carne quente e dura,
leva-as a transcendência
das suas circunstâncias de fêmeas.
Transformam-se em duas essências,
a mulher e a fera,
simultaneamente enlouquecidas
fogosas e formosas,
mas resplandecendo no ato
uma lascividade de deusas!


--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

Meu Grelo

por H. Thiesen 

No meu universo de fantasias, meu grelo é o centro do cosmo!
Um pedacinho de carne arbitrário e volúvel, que não tolera a força bruta.
Ele requer movimentos suaves, significativos e cuidadosos.
Adora de ser provocado.
Gosta de sentir um suave deslizar ao seu redor, com precisão cirúrgica.
Meu grelo estremece por antecipação, quando a atenção volta-se aos seus arredores.
Ele adora uma carícia e uma delicada pressão da ponta de um dedo.
É surpreendente, mas ele gosta de gelo também ou de um leve calor, que lhe altere a circulação e o deixe repleto de sangue!
Ah sim, meu grelo, também chamado de clitóris, se entumece e fica durinho, ruborizado e sensível, quando lhe sobrevém os efeitos do tesão.
Ao meu clitóris, vulgarmente conhecido por grelo, não lhe importa tamanhos, diâmetros e lhe é irrelevante um cacete, esse ele dispensa, deixa-o a disposição da minha vagina!
Do que ele precisa e do que ele gosta?
Ah... Uma boca molhada e gostosa e de uma língua muito safada!
No meu universo de fantasias, meu grelo é o centro do cosmo! A partícula primordial com a energia capaz de me resultar um Big Bang!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.


Belas, gostosas e...
DOTADAS!
Clique aqui!