Piercings Intimos

por Lena Lopez

Jóias no nariz, argolas nos lóbulos das orelhas ou um brinquinho no umbigo,  já deixaram de causar espanto há muito tempo. Já o piercing genital ainda é capaz de causar polêmica.
O enfeite íntimo é uma moda, primeiramente difundida, entre as atrizes pornôs da década de 90 e modelos erótico de revistas masculinas, passando mais adiante a fazer parte das fantasias sensuais de mulheres comuns. Até então, um assunto íntimo, de uma hora para outra, virou tema de discussões em  rodas de amigas, mesas de bar e salões de cabeleireiros. Mas, afinal, qual é a finalidade de um enfeite escondido para a maioria das pessoas? Alé dessa pergunta, outras muitas surgem, pela curiosidade que algo assim fomenta. Será que dói colocar? Quem usa? E, a grande dúvida, será que alguma mulher conhecida tem?
Não sou uma "enfeitadinha" mas acredito que de certa forma, para quem o tem, é o momento da revelação na hora do sexo, principalmente se ele é uma peça única e escondida, no corpo da mulher, o que torna o fato mais surpreendente ainda, ou seja, pode se apresentar como uma arma secreta de prazer e sedução.
Mesmo que, uma mulher exibe piercings nas orelhas, no nariz, no queixo, na língua, ela carrega um fator surpresa, algo que, a faz sentir-se especial, e os ostenta de forma escondida no clitóris e mamilos.
Um dos piercings mais famosos do Brasil é o de Karina Bachi e serviu de empurrãozinho para que muitas mulheres a seguissem, até certo ponto, a atriz encorajou muitas mulheres e levou à popularização do adereço.
Geralmente, as modas ousadas adotadas por pessoas famosas, seguem o caminho natural da popularização e torna-se fetiche de homens e mulheres, eles desejando ver e elas tentando se equiparar.
Claro, o piercing genital não é um objeto de uso recente, muitas mulheres já o usavam a muito tempo atrás, antes de se tornar modismo. A perfuração genital não é uma prática nova na história da humanidade. Existem registros da prática, normalmente ligada a ritualística, como exemplo, a perfuração do pênis entre os índios Suyá brasileiros, (tribo que hoje vive no Parque Nacional do Xingu), porém a perfuração genital não era estética e não há registros históricos de perfuração genital em mulheres. Para os esquimós do Alasca, o piercing do lábio, são usados para indicar a transição para o mundo adulto e significa que a criança se tornou um caçador. Na Índia é muito comum, sobretudo as mulheres, furarem o nariz, o septo nasal e as orelhas. No Antigo Egito, o piercing no umbigo era exclusivo da família real. Os antigos Maias praticavam a arte da perfuração, furando os lábios, o nariz e as orelhas.
Seja símbolo de poder, de sedução ou direito de fazer o que se quer com o próprio corpo, o piercing genital tem seus riscos. É sob qualquer aspecto, um corpo estranho dentro de uma cavidade ou de uma perfuração e pode lesar terminações nervosas, possibilidade de infecção, inflamação, dermatite de contato, alergia e queloide (problema de cicatrização), mas o risco mais importante é o perigo de necrose do clitóris, podendo levar a amputação do órgão. O furo é uma porta de entrada para doenças sexualmente transmissíveis e a jóia pode rasgar a camisinha. Toda mulher tem o direito de ter um trunfo erótico, mas deve se lembrar de que estamos na era da Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis e o piercing íntimo pode se tornar um grande aliado para o contágio. É recomendável consultar um ginecologista antes de colocar um piercing. Sexo, tem tudo a ver com saúde!
Os piercings são fabricados em diversos materiais. Normalmente por costume ou indicação usa-se o aço cirúrgico, mas tal material não é o mais conveniente. O ideal seria usar o Titânio ou o Teflon por serem materiais com menor índice de rejeição e por produzirem uma menor resposta imunológica, que podem desencadear em alergias e inflamações. O ouro não é recomendado, pois é um dos materiais que mais produzem reações alérgicas, dependendo o sistema imunológico de cada pessoa.
Segundo quem já colocou um piercing genital, a dor é mínima na hora da inserção, a sensação de incômodo irá atenuar-se até desaparecer, mas isso é variável de uma pessoa para outra, dependendo da sensibilidade e resposta de cicatrização. A dimensão, a forma e a qualidade da joia, além da sua posição, são fundamentais, especialmente neste tipo de piercing. É muito importante que o profissional tenha ótimas noções anatômicas da parte a ser perfurada e uma correta abordagem psicológica. Normalmente é pedido abstenção ao sexo de 15 a 20 dias e a cura completa se dá por volta de 4 a 6 semanas.

9 comentários :

  1. Adorei esse post, até porque eu tenho um piercing intimo e só recomendo.
    Alias, estou colocando seu blog entre os meus indicados, segue a gente também.

    Beijinhos, Nane

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho um...hummm e adoro!

    ResponderExcluir
  3. Sem percing já é uma DELÍCIA! COM PERCING ENTÃO, QUERO SER O PRIMEIRO A CHUPAR.

    ResponderExcluir
  4. embora ache sexy, jamais teria coragem de furar meu clitóris. vai que diminui a sensibilidade, deus me livre! amo meu clit e mexo nele diariamente hah mas sempre quis ir pra cama com uma mulher q tem...sentir ele na minha lingua...
    agora surgiu uma oportunidade dessas, só estou esperando o maridão topar!!

    ResponderExcluir
  5. Fica lindo, mas e a coragem?
    Abstenção de sexo por 15 a 20 dias???????
    Vixi Lena, não dá não! Kkkkkk.
    Muito bom seu post, é esclarecedor E CONSCIENTE. Analisa as partes boas e ruins de seguir com a colocação de tal material em nosso corpo.

    Beijos!
    {perséfone core}_DC

    ResponderExcluir
  6. Não tenho muito o que comentar do post, não tenho piercing íntimo, nem pretendo, confesso que não tenho coragem de furar o clítoris. Encontrei o blog por acaso na internet e gostei da temática e dos assuntos abordados. Ganharam uma nova leitora ;D
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. No me gusta mucho que os flageléis las mujeres, agujereando vuestra maravillosa piel, tenemos que perforar de otra manera mas placentera ¿No te parece>? Un gran beso.

    ResponderExcluir
  8. Será que dá pra rolar aquela massagem gostosa no clitóris com esse piercing? Imagino q deve ficar sensível pra sempre, pelo menos eu sou assim.

    ResponderExcluir
  9. Não teria coragem de por um Piercings na minha xaninha. Deve doer muito sou tão sensível!...mas adoraria passar minha língua em um clitóris com percing. Mais uma vez vc se superando...bjs

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!