Sexo: Filosofia de Idades

por Lady Elle

Desde a minha pré-adolescência, com 9 ou a 10 anos, a minha sexualidade começava a despertar, eu me sentia atraída por pessoas mais velhas. Enquanto as outras meninas da classe da escola, ficavam de bitoquinhas bobas com os coleguinhas, eu gostava de flertar com os meninos mais velhos, da oitava série ou até os dos segundo grau. Mas havia um grande problema nisso, ele não me queriam e eu tinha que me contentar com os da minha idade.
Minha mãe sempre foi aberta, conversava muito a respeito de sexo, eu era filha única ainda, minha irmã nasceu quando eu tinha 12 anos e as atenções eram todas voltadas para mim. Talvez por isso, pela forma aberta que minha mãe abordava assuntos de sexo comigo, eu era mais madura do que as garotas da minha idade e isso me fazia achar os meninos da minha idade bobinhos e ter vontade de namorar meninos mais velhos. Aos doze anos de idade, meu corpo já era bem desenvolvido e aparentava ter bem mais. Foi nesta época, considero eu, tive o meu primeiro namorado, ele tinha 18 anos de idade. Aos 14 anos tive a minha primeira relação sexual, com um namorado de 28 anos. Sempre foi assim, minha vida foi marcada por relacionamento com pessoas de idades bem superiores a minha. Meu primeiro caso, de fato, no qual morei com uma pessoa, foi dos 18 aos 20 anos e ele tinha 36 anos. Afora os meus relacionamentos, namoros e casos com mulheres, com as quais nunca me importaram a idade, os homens mais velhos me atraíam mais. Atualmente me relaciono e vivo com uma pessoa 12 anos mais jovem.
Contei um pouco sobre mim, para iniciar este assunto, a atração pelas pessoas mais velhas. Será isso uma fantasia ou uma escolha? No meu caso, posso afirmar que era uma escolha, pois eu buscava relacionamentos mais amadurecidos, mas sei que há pessoas com essa fantasia.
Relações entre pessoas de idades diferentes são muito comuns. Porém, muitos têm dúvidas quanto esse tipo de relacionamento. A primeira dúvida é se vai dar certo. Uma outra pergunta, é se diferença de idade não afetará a relação com o tempo. Mas, a principal delas é sobre o sexo entre elas? 
Para começar a entender este tipo de relacionamento, é preciso fazer distinção entre amor e atração física e que o amor não nasce da aparência física, mas de um conjunto da qual ela faz parte.
Existe um preconceito enorme com este tipo de relacionamento, o chamado golpe do baú, é claro que há relacionamentos exclusivamente baseados na situação financeira, geralmente da pessoa mais velha, mas nem todos são assim. Uma pessoa pode se apaixonar por outra mais velha, por que as características psicológicas dessa lhe dizem respeito e o inverso também é verdadeiro. Assim como, pessoas de idades aproximadas não se apaixonam por suas questões psicológicas. A paixão e o amor entre o mais velho e o mais novo é possível.
A idade corporal, nada tem a ver com a idade mental. Vemos por aí, pessoas com 40 ou 50 anos se comportando como meninas e meninas de 18 ou a 19 anos, assim como há pessoas jovens que se comportam como verdadeiros idosos ou possuem maturidade de pessoas de 40 anos. Se a idade mental das pessoas se aproximam, provavelmente elas se darão bem, como quem tem idéias e objetivos em comum, a tendência é que a relação seja saudável e dotada de felicidade.
A estrutura deste tipo de relacionamento pode sofrer pertubações, pelo preconceito que a sociedade lhe direciona e, uma ou ambas as partes, podem se abalar psicologicamente. O pensamento coletivo em torno de relações assim é vasto, tais como, o casamento tem data de validade, o casal tem objetivos diferentes, ele quer ficar em casa e ele quer sair na balada, ele(a) não dá conta do recado e ela(e) só pode ter outro(a), pegou o velho(a) por causa do dinheiro e muitas outras formas pejorativas e ofensivas. Tudo isso podem acabar com a auto-estima do casal, dando à relação um ar de desconfiança e que levam à situações nas quais qualquer casal pode ser levado à separação.
 O sexo entre pessoas de idades diferentes é igual a qualquer casal, isso depende dos envolvidos na relação e como irão lidar com ele. Não é por questão de idade que os problemas ou o prazer serão diferentes. Algo interessante no sexo entre pessoas de idades diferentes é a troca que existe, a experiência do mais velho pela energia do mais novo. Enquanto um passa ao outro a sua experiência ao longo dos anos, o outro trás a relação a explosão e a ousadia da sua juventude. 
A relação tem tudo para dar certo, mas para isso é necessário a sintonia, emocional e psicológica entre ambos. Mas, se a relação basear-se em atração física ou em interesses, ela tende a caminhar para a separação e as chances de traição serão grandes. Bem, no que tange a infidelidade, não é necessário uma grande diferença de idade, acontece com qualquer casal nestas condições.
Quem prestou atenção, notou que no início deste artigo, eu utilizei o particípio para contar a meu respeito, eu gostava, eu tinha, era, etc, justamente por que atualmente não desfruto desta opinião, ela mudou. Hoje, aos 36 anos, não sinto mais aquela vontade de buscar maturidade nos meus relacionamento. Claro, que sempre busco por um relacionamento maduro, mas isso não quer dizer que a maturidade somente é possível com pessoas mais velhas. Diferente do que eu pensava a alguns anos atrás, as razões para que eu me relacione com alguém, são outras, a afinidade, a mentalidade, o equilíbrio e para isso não me importa se a pessoa é mais velha ou mais nova do que eu.
Outra coisa que mudou e isso é aparente para mim, é que hoje eu passei para o outro lado da história. Longe de querer me achar uma gostosona ou deixar isso subir à cabeça, a verdade é que, passei a ser desejada por pessoas mais novas, isso está me trazendo novas experiencias, quanto a minha psicologia. Provavelmente esta inversão de valores acontece pelo meu modo de vida, pelo meu jeito de ser e pensar. 
Eu sou descolada, debochada, estou sempre rindo, gosto de baladas, cervejinha no bar. Jeans e camiseta apertadinhos e tênis são as minhas roupas preferidas no dia-a-dia. Sou discreta, gosto de ser, na maior parte do tempo e acreditem, sou tímida, mas quase sempre eu consigo vencer a timidez. Mas, posso me transformar em uma executiva charmosa, quando preciso, numa recepção ou em uma perua espavitada, quando a situação requer, numa festa na qual existem mulheres que fazem questão de aparecer ou que  encontre mulheres, as quais por alguma razão, ciúmes dos maridos ou simplesmente fofoca, falem do meu modo de vida, faço questão de ser uma "loira cheguei", abusando dos decotes, comprimentos, transparências, etc. Algumas amigas dizem que sou uma metamorfose em pessoa.
Falei sobre mim, para tentar ilustrar, que consigo conviver com os mais variados tipos de pessoas. No meio de adolescentes, me transformo em um deles, numa reunião de negócios sou uma executiva responsável, mas posso ser uma mulher sarcástica, proeminente e sensual (até demais!).
Como falei acima, a questão do interesse por pessoas de mais idades, está diretamente ligado, a mentalidade que esta assume para si, ninguém se interessará por outra pessoa, mais jovem ou mais velha, se os pensamentos e a maneira de viver forem distintas. Uma jovem não se apaixonará por um homem mais velho, se esse não tiver trânsito no seu meio e o inverso também é verdadeiro. Há uma recíproca no relacionamento, em sentimentos, de maneira psicológica, afetiva, física e emocional.
Mas, há as exceções e ela dizem respeito somente às fantasias sexuais, quando o caráter da relação é apenas erótico e não demanda em envolvimento amoroso. Nesta forma de relação, o prazer sexual é ligado diretamente à idade da pessoa, seja ela mais nova ou mai velha, ou parafilias, tais como:
Cronofilia: desejo por pessoas com grande diferença de idade.
Efebofilia: atração sexual por homens adolescentes ou pós-adolescentes.
Gerontofilia: desejo por pessoas idosas.
Hebefilia ou Lolismo: desejo sexual em homens, por mulheres adolescentes ou pós-adolescentes.
Pedofilia: desejo sexual por crianças e púberes (tratado pela ciência médica como perversão).
É sempre bom sublinhar que as parafilias não são doenças, mas tendências comportamentais sexuais do ser humano, desde que haja consentimento e vontade expressa do parceiro, bem como esse deve ser responsável e ter decisão sobre si, fazendo-se exceção nesse sentido à Pedofilia, na qual o objeto sexual é uma criança.

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados

All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

6 comentários :

  1. o texto vai muito de encontro com as coisas que sinto e desejo no meu íntimo... bjs e parabéns ! vc me faz literalmente "viajar"..

    ResponderExcluir
  2. Oi amada!!!

    Temos mais isso em comum, tbm sempre me interessei e relacionei com pessoas mais velhas (algumas vezes BEM mais velhas que eu rsrs). Mas concordo com você, a idade que vale é a emocional e psicológica, como exemplo, meu Dono é dois anos mais jovem do que eu, mas é muito mais maduro do que eu que ajo como uma adolescente impulsiva hahaha.

    Miaubeijos com carinho =^.^=

    ResponderExcluir
  3. Belo texto... muito bem es crito.
    Só me faltava essa... um super-blog tesudo e delicioso, com um texto inteligente desses...
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. E outra coisa... eu que sou um homem que adora mulher, digo a outros homens...
    A mulher, nos dias atuais, dos 40 aos 6o anos estão na flor da idade, da maturidade, da delícia, do sexo bem feito....se entregam de corpo e alma.
    PARABÉNS A TODAS AS MULHERES DO MUNDO PELO DIA INTERNACIONAL DA MULHER...
    Como se diz aqui em Minas Gerais: "Uai sô, se Deus inventô trem mió que muié, ficô coele"

    ResponderExcluir
  5. Parabéns
    Adorei o texto. Na diferença de idades o importante é o carinho e o amor.


    Bejussssss
    Estou à sua espera,

    aqui. http://anginhasexy.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!