Erotismo ou Pornografia?

por Lena Lopez 


É quase impossível detectar uma linha de limite entre o que é erotismo e o que é pornografia, levando-se em consideração a exposição explícita dos atos e órgãos sexuais, diria-se que pornografia não reserva qualquer censura a esta exposição e erotismo prima pela sutileza nas apresentações diretas dos mesmos.
Falando artisticamente de sexo como conteúdo, esta questão vem à tona. Para as perguntas, inúmeras respostas surgem e a mais comum de todas, com referência direta ao explícito, serve para definir a pornografia, o erotismo define-se pelo implícito, ou quase implícito. 
Etimologicamente, pornografia vem do grego pórnegraphé. Pórne significa prostitutas e graphé significa escrita ou representação, concluindo-se literalmente, que o significado do termo é escrita da prostituição ou representação da prostituição.
Em tempos de liberdade sexual, uma questão antiga, ainda persiste. Erotismo e pornografia seriam a mesma coisa, ou cada um tem significado próprio? A diferenciação entre ambos, pode normalmente, ser feita com base em juízos morais. Nota-se que os conceito estão presos às regras e preceitos que variam de acordo com a época, costumes e valores de cada sociedade. Afinal, baseiam-se em comportamentos humanos flexíveis. Sendo assim, é difícil traçar a diferença entre erotismo e pornografia, mas não impossível.
O erotismo remonta a Antiguidade Clássica. O mito de Eros, um dos muitos exemplos, é a busca para retornar a antiga condição de completude, pela metade perdida que trará a perfeição. O erotismo expressa o prazer pelo prazer. A sensação do toque dos corpos nus suplanta qualquer sensação de racionalismo. O erotismo está totalmente desvinculado do sexo, mesmo que sua origem seja os impulsos sexuais. Por conta disso, surge uma máscara frente ao sexo, que dá a ele características nobres, pois esconde e mascara a sexualidade em si existente e ostenta o pudor. Enquanto a pornografia, mostra a face oculta pelo erotismo, abre mão do pudor e torna-o explícito, o que lhe dá uma característica vulgar e grosseira, por mostrar o sexo sem máscaras e totalmente descortinado.
As distinção entre o que é erótico e o que é pornográfico torna-se mais acirradas nas últimas décadas do século XIX, quando o espaço da arte, passa a ser disputado de maneira mais industrial e comercial, entre a arte clássica, uma cultura mais elitizada e a cultura de massa, jogada ao povo de modo mais rápido e com maior alcance ao consumo popular. Desta forma, passa-se a considerar o erótico, as obras de arte vinculadas direta ou indiretamente à sexualidade, e pornográfico, as obras que abordam o sexo como conteúdo principal, produzidas em larga escala ou em série, sem preocupação com a estética e significados artísticos, com objetivo claro de comercialização, consumo e lucro rápido.
A grosso modo, a pornografia possui a característica comercial, para vende o prazer, ou seja, as pessoas  buscam nela a sua satisfação sexual através da aquisição e utilização de objetos, como livros, revistas ou filmes, brinquedos e utensílios que denotem apelo sexual diretamente, enquanto que o erotismo apresenta a sexualidade como uma noção de prazer ou uma noção que possa levar a isso.

As fronteiras entre o erótico e o pornográfico depende exclusivamente do observador, como já foi dito acima, da sua cultura, da época em que vive e dos seus costumes, não se pode demarca-la pelas as características do objeto ou obra, não podem ser definidos apenas entre os conceitos explícito e implícito e é necessário ampliar os significados, pois a pornografia de um observador, pode começar no erotismo de outro, tais são as possibilidades intrínsecas neles.
O Erotismo e a Pornografia são partes integrantes da história da humanidade e da história da arte, onde pintura, escultura, literatura, teatro e cinema, fizeram a sua parte, tendo ambos como base. É praticamente impossível de rastrear com precisão, quando eles tomaram forma e passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia. Da pré-história, passando pelas civilizações antigas, adentrando as Idades Antigas, Média, Moderna e Contemporânea, acharemos painéis, textos, livros, pergaminhos e uma infinidade de documentos e obras, existem registros eróticos e pornográficos em tudo o que se possa imaginar. Do homem paleolítico, passando pelo Marquês de Sade e chegando as manifestações artísticas atuais.

5 comentários :

  1. A DIFERENÇA ENTRE EROTISMO E PORNOGRAFIA É TÊNUE DEMAIS. ACHO QUE VARIA DE PESSOA PARA PESSOA POIS É SÓ UMA QUESTÃO DE COMO VER, DE COMO PENSAR E DE ENCARAR. O QUE É EROTISMO PRA MIM PODE SER VISTO COMO PORNOGRAFIA POR OUTYRA PESSOA. SÓ SEI QUE EM NOME DO PRAZER, DO GOZO E DO ORGASMO TUDO É VÁLIDO; DEVENDO-SE SEMPRE RESPEITAR A OPINIÃO DO PARCEIRO(A) E EXCUINDO SEMPRE PRÁTICAS COMO A PEDOFILIA.

    ResponderExcluir
  2. Essalinha tenue realmente depende do observador!

    bjs


    HOT SPOT NO MSN:

    hotspotonline@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, depende do observador.

      Excluir
  3. Boa colocação,das palavras,da linha de pensamento,gostei muito,parabéns!

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!