Revista de Mulher Pelada: Bye, Bye!

por Lena Lopez 

E... Creio que as rotativas de revistas masculinas estão se aposentando, tal como a fita de video-cassete e os idolatrados LP's, a magazines masculinas estão sendo torcadas por outras mídias.
É chegada a hora de abandonar as prateleiras das bancas, levar as impressoras para um museu, por que ninguém mais que pagar para ver mulher pelada. 
Muitas editoras já fecharam, principalmente as menores e logo as grandes deixarão de existir.
Como em outros segmentos, as editoras terminaram com revistas de cultura, de humor, de saúde e beleza. Chegou a vez da revista de mulher nua.
Com a facilidade cada vez maior do acesso à internet e a sites especializados, o mundo impresso está ficando de lado, dando lugar à rapidez e ao preço mais barato do mundo digital.
Foi-se o tempo em que a espera pela edição mensal de uma revista masculina, que traria uma celibridade famosa mostrando seus dotes físicos e íntimos, era uma festa.
Foi bom ver nas páginas de uma revista, a Claudia Ohana esconder sua perseguida atrás de uma Floresta Amazônia e anos depois ver de novo e descobrir que se transformara em uma Mata Atlântica.
Foi legal ver a Feiticeira, lançar feitiços em muitos olhares, mostrando suas qualidades com o bumbum empinado e os peitos siliconados.
Quem não lembra da Carla Perez, exibindo seu "tchan" avantajado ou a Tiazinha com o chicote na mão e um bigodinho de Hitler?
Lembram-se da Scheilla Carvalho e dos seus seios pequenos, os quais aumentaram de tamanho a cada edição e se transformaram em peitões, quando posou nua pela última vez?
Estão lembrados da Xuxa pelada, com os peitos ainda pequenos e mostrando seus ossos ou, a Luciana Vendramini e o seu nu cheio de sardas?
Teve até Ninja pelada, que mostrava tudo menos a cara e também, uma Prisioneira que foi uma loucura exibindo os dotes atrás das grades!
Atrizes famosas, sempre fora as mais esperadas, principalmente se eram Globais, com carinhas de anjo e corpos esculturais. Foi assim com a Lidia Borndi, a Regiane Alves, a Grazi Massafera e outras tantas mais.
Apareceram peladas nas capas muitas BBB's, cantoras, atletas e até bandeirinha de futebol, teve coelhinhas, trigêmeas, comissárias de bordo e uma verdadeira salada de frutas: Melancia, Melão, Moranguinho e outras hortaliças. Faltou Abacaxi, mas essa editor nenhum teve coragem para pelar!
Se citar cada uma delas, faltará espaço, tempo e paciência, mas o que importa é que fizeram parte de uma parte da história do erotismo impresso, com seus seios antes diminutos e mais tarde turbinados, com o púbis sempre na moda, primeiro peludos e mais tarde pelados.
Pelas revistas passaram mulheres esqueléticas e mulheres bombadas, mas passaram também, muitas mulheres gostosas e extremamente desejadas. Para a felicidade dos onanistas e suas retinas, não faltaram mulheres mais ousadas, que mostraram explicitamente as suas intimidades, ao contrario de outras que se mostravam de maneira disfarçada.
Se a mulher do mês não era tão bonita, mesmo assim muita gente comprava a revista, para matar a curiosidade ou ver na nudez algo a ser revelado.
Existem mulheres que viraram rotina nas páginas, que vê-las com roupa é uma curiosidade! Algumas tiraram a roupa para a revista mais cara e com maior qualidade, depois de tanto tirar, acabaram despidas por alguns trocados, em revistas baratas de páginas sem cuidados.
Houve um tempo que essas revistas eram cercada de mistérios e guardava à sete chaves a identidade da Gata do Mês. Todo cuidado era pouco para escolher a Gata das páginas de final de ano. Com o tempo diminuí-se o cuidado e hoje em dia, todo mundo sabe quem vai aparecer, tamanha é a naturalidade para ver mulher pelada, sem precisar correr e ter a edição esgotada. 
Atualmente para ser gostosa, não é preciso muito cuidado, as estrias, pneus e celulite, tudo isso pode ser photoshopado e escondido de quem vê a revista, ao invés de antigamente, que dava um trabalho danado, com jogo de cameras, luzes e sombras para esconder.
E agora? As edições vendem cada vez menos e está quase chegando a hora da última revista na prateleira da banca! As páginas de papel já são obsoletas e as páginas virtuais são as revistas da vez! Antes, a lingua na ponta do dedo para virar a página e agora, apenas um clique no mouse, para ver mulher pelada!
Trocou-se a masturbação no banheiro com a revista na mão, pelo acesso fácil de um computador, celular ou similares.
Quem vai pagar para ver, uma musa qualquer numa revista, se tudo é de graça ou bem mais barato pela internet?
Claro ainda existe, mas logo desaparecerá! Pois na rede já existe fotografia de mulher pelada em 3D e, segundo já me disseram, com um pouco de imaginação:
- Dá até para lamber!   

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados

All Rights Reserved

DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS

Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Um comentário :

  1. Filhot@ Leninha,


    Adorei esse post!

    Mas tb acho q tem gente se expondo de mais, um cadinho de mistério é sempre interessante tb!


    Bjoooo

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!