Delícias na Sauna

por Lena Lopez 

Dias atrás uma amiga me fez um pedido, ela gostaria de ler um conto, escrito por mim e que contasse uma aventura em uma sauna. Confesso, se há alguma coisa que não fiz na minha vida, foi transar com alguém dentro de uma sauna, não sou frequentadora e nunca me interessei muito por elas, prefiro as minhas corridas e um banho de ducha bem relaxante. Mas, como tudo tem um jeitinho, eu fiquei curiosa e fiz planos para ir a uma sauna, ver o ambiente e quem sabe surgir uma inspiração. Como já disse, não costumo frequentar saunas e então, resolvi pedir ajuda a uma outra amiga, que é frequentadora assídua. Contei a ela o que pretendia e isso a fez lembrar uma situação na sauna que ela frequenta. Enquanto caminhávamos pela rua e íamos em direção a uma sauna, perto de onde eu moro, ela fez questão de me contar: 

Eu estava precisando me enfiar na academia, malhar um pouco e correr algum tempo na esteira – a minha estragou e a falta de tempo me impediu de leva-la ao conserto - a minha vida é agitada, trabalho, corro, faço mountain bike, pratico alpinismo e mais aquelas coisas todas que exigem o corpo em forma para aguentar.
Nesse dia eu apenas queria relaxar na esteira, correr algum tempo e fazer step e decidi dedicar o resto do tempo vago a uma boa sauna, durante meia hora.
Já era noite e não há dúvida que, à noite é bem melhor, pois são poucas as pessoas que vão à sauna. Se, quando cheguei, havia duas ou três pessoas na sauna, quando fui para a sauna, ela já estava vazia – hum… que delícia, silêncio e relaxamento total!
Despi a roupa, top, malha, meias, tênis e calcinha, agarrei a toalha e a bolsa dos produtos do banho e entrei debaixo de uma ducha morna, antes de entrar na sauna. Eu tinha aquele espaço inteirinho só para mim, e aproveitei para me deitar de costas, para poder relaxar totalmente.
Á medida que deixava o corpo amolecer, o calor a penetrar os poros, o suor brotar, misturado-se às gotas de água que escorriam da minha pele, devido à ducha, relaxei e em instantes eu estava entre o estado de acordada e adormecida. A música ambiente que ouvia do corredor foi ficando cada vez mais longe e a voz de Johnny Rivers em A Whiter Shade Of Pale, foi desaparecendo para dar lugar apenas aos meus pensamento.
Inebriei-me pelo vapor em meu redor e pensando que estava sozinha, os meus dedos iniciaram um trajeto como se fosse de outra pessoa, eu desenhava círculos na pele, roçava um seio e outro, desci pela barriga, toquei a pele das coxas, apertando a carne e deslizando para o interior, tateei as virilhas, sem no entanto, aproximar-me do meu recanto mais íntimo. Porém a excitação invadiu-me e a cada segundo pensava que, se não estivesse ali sozinha, mas acompanhada por um homem, que me fizesse estremecer, que me beijasse e invadisse a minha boca com a sua língua quente e atrevida, me pegasse com força e erguesse o meu corpo para junto do seu, não responderia por mim! Lena, advinha o que aconteceu?
Ouvi uma voz de homem ao meu lado e me assustei, homens na sauna feminina, não é normal. Era o instrutor da academia, avisando que já passavam da meia-noite e estavam fechando. Eu mal o podia ver, o vapor escondia e embaraçava a minha visão, me senti perdida, como se não soubesse onde estava. Ele se aproximou e ficou na minha frente, segurou-me os ombros e abaixou-se, vindo ao encontro da minha boca. Não resisti, eu estava muito excitada e correspondi ao beijo. Poucos instantes depois ele estava nu ao meu lado e com suas mãos másculas, fazendo-me todas as carícias possíveis em meu corpo. Entreguei-me totalmente e deixei acontecer. Ainda sinto a pele dele deslizando através do meu corpo, o nosso suor escorrendo pelas nossas peles, o sabor daquela boca, o gosto de sal daquela pele. Fizemos amor de um jeito quase insano, selvagem para ser mais exata. Aquele homem me possuiu de uma forma como eu nunca fora, fui beijada, lambida, chupada, possuida em todas as posições que pudemos imaginar naquele momento e gozei desesperadamente.
Depois que terminamos, ele me confessou que já a muito tempo me desejava e aproveitou aquela noite, pois me viu entrar na sauna e sabia que somente eu e ele estávamos aquela hora no interior da academia fechada. 

Eu nunca fiz amor numa sauna, na verdade nunca tive esta fantasia e perante pedido dessa minha amiga e o relato desta outra, confesso... Isso eu terei que provar.
Ainda caminhávamos em direção à sauna, havíamos combinado isso, pois eu queria sentir o clima e quem sabe surgisse alguma inspiração para escrever um conto. Porém, depois de tudo o que eu ouvi, meu desejo era que tudo aquilo acontecesse comigo. 
Chegamos à sauna e fomos direto para as duchas, pegamos as toalhas e a a bolsa com os produtos de banho e entramos naquele ambiente enevoado pelo vapor. Deitamos uma ao lado da outra e permiti-me relaxar, meu pensamento começo a voar e minutos depois já estava imaginando como seria fazer sexo ali. A temperatura dos corpos elevada pelo calor, a excitação, o roçar de peles suadas, escorregadias, as respirações ofegantes, as mãos deslizando pelas partes mais íntimas, os gemidos envoltos em um tesão louco e depois… as pernas entrelaçadas, os movimentos ritmados, os abraços intensos, os beijos calorosos, a penetração, a invasão repleta de luxúria, o cheiro de sexo puro, a volúpia e as fantasias totalmente libertas.
Sim… esta é a fantasia que povoa ultimamente o meu pensamento! Se um dia eu realizá-la, eu conto para vocês!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!