Lasciva e Indecente

por Lena Lopez 

Não sou dominadora e nem mesmo submissa, mas exitem horas que esqueço de tudo e então, você manda e eu acato, você exige e eu obedeço, você me toma e eu retribuo, você me usa e eu me lambuzo, você me abusa e eu enlouqueço.
Eu sou fêmea que não tem regras, sou mulher que não possui limites.
Sou o pecado profano, sou a indecência despudorada, sou a essência da paixão desavergonhada.
Minha música predileta são os sussurros ardentes e palavras pecaminosas à beira do ouvido, marcada à cadência e muitos gemidos. Meus sons são estalos de boca, línguas e sexos.
Meu alimento é desejo, mato a minha fome com o tesão e sacio a sede bebendo do sexo.
Para me satisfazer, me sirvo em teu corpo e aplaco a minha sede na boca tua.
Abasteço a minha volúpia desavergonhada, os teus seios rosados. Passeio a minha lascívia crescente pelo teu ventre delgado e satisfaço a minha luxúria infindável, bebendo o mel no teu sexo molhado.
Te levo à loucura de caso pensado, colocando em prática, os planos devassos que habitam o meu pensamento e sorvo radiante, a minha recompensa carnal e libidinosa, na doçura do teu gozo intenso, por mim criteriosamente planejado e derramado!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!