Recado para o meu comedor!

por Lena Lopez 

Oi meu tesão!
Tudo bem? Como vai esta pica maravilhosa?
Relaxa, porque tenho muitas coisas quentíssimas para te contar.
Sugiro que, antes que você comece a ler este-mail, pegue o notebook e deite-se confortavelmente na cama, nu de preferência, pois sei que você não conseguirá ficar com a roupa e não se masturbar ao final desta carta.
Hoje acordei extremamente louca e excitada, a bem da verdade, com uma vontade exagerada de fazer sexo e de chupar o teu cacete? Teu pau roliço e cabeçudo, não saia da minha cabeça e molhei, só de pensar nele, lambuzado com a minha saliva. Quase gozei em pensamento, ao imagina-lo pulsando na minha boca, jorrando a porra quente no fundo da minha garganta, numa quantidade impossível de engolir, tanta porra que escorreu pelo canto da boca, deslizou pelo meu queixo e pingou sobre os meus seios.
Fiquei encharcada somente por imaginar, só de pensar no que somos capazes de fazer, só de pensar nas minhas pernas para receber prazer dessa tua boca deliciosa, chupando minha buceta, a tua língua sibilando no meu grelo, o teu dedo explorando a minha vagina e o meu cu. Aliás, o teu dedo, não! Os teus dedos! Cada um mais safado do que o outro. Até eu gozar na tua boca e depois te pedir um beijo ardente, para provar o sabor do meu gozo nos teus lábios.
Te escrevo, pensando em tantas obscenidades, que estou me contorcendo de tesão. Estou digitando com uma das mãos e com a outra, entre as minhas pernas me masturbando, enquanto imagino o que escrever.
Sinto saudades do teu caralho rijo e das sensações que tenho quando sinto-o entrar nas minhas carnes, quando ele desliza para dentro da minha vagina molhada e quando invade e faz estragos no meu cuzinho apertado.
Como disse, logo no início dessa carta, hoje acordei com um tesão enorme, sabendo muito bem o que eu queria e, eu queria estar contigo  agora, tornar-me a tua puta e me transformar numa vadia luxuriosa, para gozar muito, receber teus jatos abundantes de porra quente. Eu queria também, sentar na tua cara, me esfregar na tua boca, sentir a tua língua serpenteando no meu grelo, entrando e saindo da minha buceta. E claro, gozar varias vezes, em ricas enxurradas, na tua boca maravilhosa.
Você sabe que eu tenho a imaginação fértil, provavelmente a essa altura, estará pensando que eu sou tarada, mas não pense isso de mim, tenha certeza absoluta, aliás, sou ninfomaníaca compulsiva.
Estou te imaginando, lendo este e-mail com o pau na mão e socando uma punheta deliciosa, iguais aquelas que eu soquei tantas vezes para você. Mas, acalme-se! Pare de te masturbar, antes que jorre as esporradas e lambuze a tela e o teclado. 
Vá para o chuveiro, tome um banho bem gostoso, depois borrife aquele perfume gostoso, ponha a roupa que eu tanto gosto e venha para cá. Venha me comer!
Estou à tua espera, deitada na cama, aberta, nua e molhada!
Vem logo e depressa!
Beijo no pau!
Tua putinha

PS: Acabei de gozar!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!