Sem Censura

por Lena Lopez 

Quando recebo teu membro
Viril e quente
Envolvendo-o com meus vãos
Torno-me somente libido insana
Sinto no meu corpo
Uma febre ardente
Fogo de uma ânsia louca
Teu falo erguido,
Duro e firme
Em frenesi flanqueia minhas entranhas
Rouba de mim prazer incandescente
Que como labaredas impudicas
Incendeia nossos corpos
Sou-te a perdição
E quase tua morte
Abalo ardente
A te estremecer
Dois corpos unidos num lascivo etéreo
Pela tua dureza e a minha umidade
Vamo-nos ao ápice num ano-luz
No entra e sai cheio de mistério
Esquecemos do resto
E do mundo lá fora
Somos as partes opostas
Que completam um planisfério
Desfraldamos nos gritos e gemidos
Espasmos e explosões
Êxtase e gozo sem reverbério


--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!