Sem Compromisso

por Lena Lopez 

Nosso caso começou devido a uma casualidade, dessas que não podemos explicar, simplesmente acontece. Eu sentia muito a tesão por ele, justamente por achar que ele era gay e isso me excitava muito. A possibilidade de realizar algo quase impossível, me deixava totalmente molhada, somente por pensar no assunto.
Para a minha surpresa, apesar dele ter aquele jeitinho carinhoso, ele não era gay. Além disso, ele pensava que eu era safada e que dava mole para ele.
Numa noite, na festa de aniversário de uma amiga em comum, tivemos a possibilidade de estarmos bem próximos e entre conversas piadas e risadas, ele me convidou para dançar. A musica era uma balada muito romântica e ele me abraçou com firmeza, colando-me ao seu corpo, senti o seu membro tocar a minha coxa e percebi que ele estava excitado, talvez tanto e quanto eu, foi uma encoxada deliciosa. 
Já fazia algum tempo que eu não transava com ninguém. Estava com um atraso daqueles e já pensara em procurar por garotos de programas. Durante a música, ele me apertava e ele me olhava com desejo e eu correspondia ao olhar com mais vontade ainda. Em determinado momento, aproximei do seu ouvido e disse-lhe sussurrando:
- Eu só quero transar com você. Mas negarei até o fim, caso você comente com alguém. 
Ele parou de dançar, olhou-me assustado e falou: 
- Nunca imaginei que ouviria uma proposta dessa vindo de você!
- Por que, não gosta?
- Não é o caso!
- Podemos transar sem beijar na boca!
- Fazer sexo sem beijar? Você é louca!.
- Pensei que talvez você não gostasse?
- De onde tirou isso?
- Coisas da minha cabeça!
- Hum... Marcamos?
- Para que adiar?
- Aceita uma carona?
- Depende! Para onde você vai me levar?
- Para um motel!
- Aceito!
Saímos dali direto para o motel. Na suíte ele foi direto para o banho e logo depois, eu também. Transamos no banheiro. Depois, a saga continuou na cama, num sofá vermelho que havia na entrada da suíte e repetiu-se novamente na banheira de hidromassagem. Foi a primeira vez que fizemos sexo e repetimos muitas outras vezes. Houve entre nós uma enorme cumplicidade e realizávamos muitas loucuras. 
As vezes, sentado  e segurando o membro teso me dizia maliciosamente: 
- Senta aqui, é todo teu.
 Eu me deliciava, fazíamos muitas brincadeiras. Trepamos em todos os lugares possíveis no meu apartamento. Visitamos os mais longínquos motéis, incluindo os mais baratos e os mais caros.
Um dia fui visitá-lo em sua casa e encontrei-o com um amigo, que me cumprimentou com um olhar diferente. Conversamos, contamos piadas, rimos e bebemos muito, lá pelas tantas da madrugada o amigo dele me beijou. Mas ficamos somente nos beijos. Naquela noite, dormimos os três na mesma cama, mas não rolou sexo. Muitos beijos e abraços, mão naquilo e aquilo na mão, masturbação mútua e sexo oral. Eles me bolinaram a noite inteira, chuparam minha boceta diversas vezes e eu os masturbei e fiz boquete neles, suas mãos e suas bocas passeavam em todo meu corpo, nos seios, nas nádegas, nas coxas e na boceta. Eu agarrada aos dois paus, socava duas punhetas, . Meu grelo era o lugar preferido deles, quando um saia vinha o outro, perdi as contas de quantas vezes gozei, foram inúmeras, ora numa boca, ora nos dedos.
Não quis transar com eles, fiquei com receio, mas hoje me arrependo, perdi uma oportunidade para saber como seria e levou muito tempo para aparecer outra.
Pela manhã, depois que o amigo foi embora, ele me comeu, gozou e me fez gozar outra vez.
Nosso caso não durou muito tempo. Eu não queria uma relação estável, queria somente prazer, queria um apenas um pau sem compromisso. Uma diversão, que foi boa, até demais, enquanto durou!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados

All Rights Reserved

DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!