Sou puta e daí?

por H. Thiesen 

Sou puta, sim sou uma puta, já dei mais que uva em cacho e perdi as contas de tantas aventuras sexuais. Transei com colegas de trabalho, com alguns conhecidos, amigos então, nem se fala! Já transei com estranhos e sem nenhum envolvimento ou sem um motivo importante.
Sim, já transei muitas vezes, sexo por sexo, prazer por prazer, necessidade da carne como dizem por ai. E não me arrependo de nada, pois saciei meus desejos e os instintos carnais. Realizei fantasias, as mais intensas e loucas e satisfiz as loucuras mais vadias e sacanas. Hoje, me sinto uma mulher realizada, por permitir-me às taras e à muitas descobertas, algumas despudoradas, outras extravagantes, que libertaram a minha alma e o meu corpo, dos dogmas e preconceitos. 
Provei todos os gostos que a vida e o sexo podem oferecer, a paixão avassaladora, o prazer inebriante e muitos orgasmos gostosos, com homens e com mulheres, fiz sexo e fiz amor.
Sim... Eu sou uma puta e ser puta é ser artista, por que putaria é uma arte. Ser puta é ser a mentora de uma arte, a qual todas as mulheres deveriam se regojizarem, ao serem chamadas de putas. Por que "puta" não é ofensa, é elogio, pois não é qualquer mulher que consegue sê-la! Ser puta é uma evolução do atributo "fêmea", que recebemos quando nascemos. Fêmea qualquer uma consegue ser, é de berço, mas evoluir para puta durante a vida, não é para qualquer uma, tem que ser mulher corajosa.
Ser puta é libertar-se da escravização dos falsos moralismos, dos rótulos da sociedade, do puritanismo e dos preconceitos. Manter-se fiel às origens, sendo por toda a vida, uma santinha do pau-oco, acaba-se amargurada, frustrada e insatisfeita, por que ser assim, viola os desejos, as fantasias, aborta-se o prazer, e extirpa-se o gozo, por medo. Sim, medo dos comentários, dos olhares, do julgamento alheio e da hipocrisia da nossa sociedade involuída. Negar-se a ser puta, prende-nos às idéias medíocres do conservadorismo  machista, sob a visão distorcida dos relacionamentos e pensamentos miseráveis e restritos, que teimam em manter-se dominantes, mas condenam-nos às decepções, pois o macho quando não satisfeito, sai em busca das verdadeiras fêmeas e da sua satisfação sexual.  
Ser puta, é saber usar as suas armas de sedução e todas as suas ferramentas de prazer. Se todas as mulheres soubessem, o que possuem disponível no seu próprio corpo, com certeza seriam muito mais felizes e satisfeitas, na cama e na vida, porque o sexo, prazer e orgasmo, são as soluções de quase todos os problemas femininos. Concordam? Depois de uma boa trepada, de um orgasmo devastador e da satisfação plena dos instintos, qualquer mulher sente-se mais leve, capaz de encarar a vida com mais felicidade. Não acredita? Pergunte a uma mulher!
Sou alegre por que sou puta, que não tem vergonha de assumir-se e que me realizei sexualmente, sem me preocupar com o que os outros pensam ou dizem.
Sou feliz por que sou puta! Puta que decidiu assumir a autoria de uma obra de arte, chamada de prazer, onde cada uma das cores é uma etapa evoluída. Puta que decidiu ser artista e pintar a tela dos meus orgasmo com cada um dos matizes do meu prazer.
Sou puta sim! Sou puta por que nasci fêmea e decidi que preciso ser feliz!
Sou puta sim... e daí?

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados

All Rights Reserved

DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

4 comentários :

  1. Gostos não se discutem nem se discutem valores escolhidos para a vida. Tem a minha admiração
    .
    POMPOARISMO. Quer comentar? No nosso cantinho falamos sobre...
    .
    Deixo uma caricia

    ResponderExcluir
  2. That's 0k; não dando em cima do meu macho...

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!