Tonha® e os Cinco Pivetinhos

por: Lena Lopez

To aqui de novo! Lembram de mim? Sou a Tonha, a bucetinha da Lena! Hoje eu estou revoltada, a Lisi foi viajar e levou a Sofia junto e vocês sabem, quando a Lisi viaja, a Lena fica louca e quem paga o pato? Quem sofre? Euzinha!
Bem, até que na última viagem da Lisi eu não tive razão para reclamar, a Fedora veio me visitar, fazia muito tempo que eu não a via. A Fedora é tudo de bom, sabe me tratar bem, não é violenta e o que eu mais gosto nela é que ela é beiçuda, eu adoro isso! Aqueles lábios grandões são uma delícia, quando ela chega perto de mim e começa a se esfregar, eu fico toda molhadinha. Eu acho que ela é hippie, é bem cabeluda e tem um botão, aliás um senhor botão. Eu sempre tento dizer para a Lena trazer a Fedora para me visitar, quando a Lisi e a Sofia viajam, mas eu acho que ela é surda, nunca me escuta.
Outra vez que a Lena ficou sozinha, ela convidou um dos babões para ficar aqui em casa, o tal Pintinho. Nesse dia eu fiquei feliz, não sofri nem um pouquinho, tadinho dele, era tão pequeninho, um guti-guti. Não senti nem cócegas. Até a Lena ficou faceira, como ela ria de felicidade, depois que ele foi embora e dizia pra mim:
- Pô Tonha! Um homem daqueles com um pintinho minúsculo! Como é que eu ia saber?
Essa noite foi terrível, não apareceu ninguém e se não aparece alguém... Pobre de mim! É dia da Dona Mão Direita! Ela vem me visitar e trás a família inteira! Detesto aqueles cinco pivetinhos! Eles são muito intrometidos! Ah e não fica só assim não, as vezes vem o resto da família, tudo em dobro, vem a Dona Mão Esquerda e os cinco danadinhos. Como eu sofro! A noite passada eu não escapei da tortura, a família toda me visitou. O tormento começou cedo, aquele pivete do Indicador ficou bolinando o meu botãozinho, fiquei brava e quando eu fico brava o botão fica durinho. Pois é, depois o tal do Pivetinho Médio ficou indeciso, entrava e saia, saia e entrava, muito irritante! Mas o pior tormento estava por vir, eles pegaram nos meus lábios e me abriram toda, me esticaram, puxaram, entraram e saíram, a Dona Mão bateu na minha testa, me agarrou, apertou, será que eles pensam que eu sou porta da Casa da Mãe Joana, onde todo mundo sai e entra e fica batendo na porta? Eu não sabia o que fazer para eles me deixarem em paz, mas eu tive uma ideia, me fiz de louca e comecei a babar, quanto mais eles mexiam comigo, mais eu babava. Ai, ai, deixei todos eles melecados! Bem feito! Mas mesmo assim, aqueles dez desmoralizadinhos não desistiram. Ah, mas quem me conhece sabe! Eu comecei a inchar, a ficar vermelha e... Desatei a ter espasmos, a piscar e a babar demais! Fiquei cansada e extasiada mas eu corri com eles!
Quem não me conhece, que me compre! Não aturo desaforo e não deixo barato!
A próxima vez que a Lisi viajar, vou dar um jeitinho e fazer uma grevezinha ou me fingir de doente, como eu faço uma vez por mês! A Lena me paga! Ah, se me paga! Deixa estar!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!