Sonhos e Desejos

por Lady Elle

Acordei banhada de suor, o corpo colava aos lençóis, o cansaço da noite mal dormida, traduzia-se em dores nas juntas e a preguiça não me deixava levantar.
Acordei sozinha, solitária na cama, mas meu corpo queimava, eu tinha um desejo ardente e uma vontade latente. Sentia-me dominada e um pouco enraivecida, pelo tesão que rondava o meu corpo, se alguém estivesse ao meu lado, eu daria tudo o que pedisse.
Cansei de lutar contra as sensações do meu corpo, contra os meus pensamentos e a ardência do desejo.
Adormeci novamente e lembro que sonhei. Sonhei com os meus desejos e entrei em um mundo lascivo de fantasias.
Sonhei que era uma fera e o meu faro alertava-me que o macho estava por perto. Meus olhar afiado o avistaram entre a névoa e os arbustos e desejei ser tomada, acuada e possuída por ele.
Meu corpo estremeceu e um cio felino se instalou, a minha vontade era forte e o desejo devassador. O meu cheiro de fera excitava emanava e sussurros de quem quer ser achada, despertaram o macho para a minha presença, que se lançou contra mim. 
Começou um jogo de corpo, o macho tentando e eu me esquivando. Eu queria mostrar que o desejava, mas que não seria fácil, ele me possuir. Foram unhadas, mordidas, gemidos, gritos e agarrões. O macho tentando e eu me esquivando. Rolamos no chão, sujamos os corpos com o sereno da relva e suamos, um verdadeiro embate de sedução. 
O macho era forte e apenas uma fêmea sedenta, com o tempo, não resisti e tombei nos seus braços.
Senti o gosto da sua boca na minha, a violência de outrora tornou-se carinhos. Foi um beijo macio, com calor e ardor. Seus toques percorreram o meu corpo de fêmea, com mãos prazerosas e fortes.
O nossos desejos em tornaram-se um só, veio uma explosão de ardor, a vontade aumentou e a necessidade de possuir e ser possuída ficou mais urgente.
O macho rondou o meu corpo, deslizou na minha pele e cheirou o meu sexo. Depois com sua lingua aguda me explorou e lambeu. A cada lambida eu mais excitava e mais me molhava.
Ele excitado, o membro destacava do corpo, quente e inchado, levou-o a minha boca. Entendendo o seu desejo, coloquei-o entre os dentes, lambi, suguei e sorvi-o, ouvindo os seus urros de macho.
E o momento chegou, o macho subiu sobre o meu corpo e me possuiu.
Dois sexos unidos, desejando um ao outro, deliciando-se e fundidos num só, realizando os desejos e incendiando-se com ardor.
Devagar, com cuidado, para dentro e para fora, depois com mais ousadia e apressado, de quem quer mais do que tem.
A bocas unidas e a línguas brigando completavam a união, o beijo ardia e ritmo aumentava, mas sempre mantendo a cadência.
Os corpos ardiam. O desejo, o fogo, o macho e a fêmea explodiram num gozo irracional.
Senti a seiva do macho escorrer de dentro de mim, misturada ao meu cio acalmado
Suada e molhada, tonta e cansada, finalmente acordei!
Procurei por você, na cama ao meu lado, você não estava e cai na realizade, foi tudo um sonho!
E tão bom, que não queria esquecê-lo. Felizmente você voltou para a cama, me trazendo o café da manhã, depois que eu matar a minha fome, quero você!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!