Na Janela do 6º andar

por H. Thiesen 

Há pouco tempo, eu me mudara para aquele prédio, um apartamento no sétimo andar, perto da estação de trens. O predio não era novo e as escadas  do hall de entrada, eram decoradas com samambaias e avencas, o sol entrava sorrateiro pelas minúsculas janelas no fim dos corredores sombrios, que também deixavam passar uma leve brisa, quando estavam abertas. Como na maioria das metrópoles, os prédios são amontoados e é possível bisbilhotar a vida alheia facilmente, principalmente se a nossa curiosidade é quase indomável e o vouyerismo nos deixa com as antenas ligadas e os olhos bem abertos, para movimentos suspeitos nas janelas dos apartamentos mais próximos. Bem, não só as janelas mais próximas, confesso que comprei um binóculo potente, o qual a muito tempo me proporciona momentos intensos de deleite visual e masturbasticamente deliciosos!
Claro, sou consciente e sei o que pode-se oferecer numa janela indiscreta, mas não...

CONTINUE LENDO!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"

Todos os Direitos Reservados

All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog.

2 comentários :

  1. Vou bater uma punhetinha antes de acabar a leitura.....
    Sabe essa loirinha da imagem... eu lambo o cuzinho dela a hora ... A HORA que ela quiser...
    Pecado de mulher.... nem vou mais vir aqui!!!

    ResponderExcluir
  2. nota 10. excelente conto. é isso aí. SENSACIONAL

    RAIMUNDO CALCADA

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!