Fêmea e Perigosa

Imagem cedida por JulianaTelles.com
por H. Thiesen 

Sou mulher
Simples e discreta
Sob a luz do Sol
Nas janelas do dia
Sofisticada e atrevida
Na penumbra da noite
Nos mistérios noturnos
Sou dengosa as vezes
Em outras fatal
Quando me torno voraz
Perigosa e letal
Avalie os riscos
Se me quiser
Sou fera e devoro
Legítima canibal
Sedenta por carnes
Ou uma vampira
Que suga as essências
Gota por gota
Não quero metades
Nem parcialidades
Devoro por inteiro
Mesmo sem molho
Sem nenhum tempero
Como mesmo cru
Cuidado sou fera
E vou roubar tua boca
Sugar tua língua
Morder os teus lábios
Te deixar sem ar
Sou má, sou cruel
E vou te prender
Saquear o teu corpo
E do prazer me adonar
Sentando na tua cara
Me esfregando em tua boca
Te lambuzando de mel
Derramando tesão
E inundando tua boca
Até te afogar
Sou verdadeira bandida
Vou fazer uma farra
Nutrir minhas taras
Abusando de ti
Te babando e lambendo
Te mordendo e chupando
Te batendo e arranhando
Sou faminta e sedenta
Ávida e sequiosa
Desmesurada gulosa
Atrás de fartura
Do meu alimento
E vou te beber e comer
Te fazer minha água e vinho
Meu almoço e jana
Minha refeição completa
Até saciar minha sede
Dar cabo da fome
E me saciar
Sou bárbara e selvagem
Bicho-fêmea no estro
Com garras afiadas
E delas só te livrarás
Depois que meu cio acalmar!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!