Na frente do espelho!

por H. Thiesen 

Sobre meu peito se debruçam dois montes simétricos e belos, gêmeos de picos róseos e duros, que aguço e admiro, frente ao espelho, descobrindo seus enleio, nessa hora ensejo de prazer, toma conta do meu corpo e te desejo intensamente. Tu chegas ousada e maliciosa e te debruças sobre minhas costas, tuas mãos unem-se as minhas e galgam a minha pele macia. Tua boca busca os meus ombros desnudos e caminham em direção ao meu pescoço, me arrepio ao sentir o calor do teu hálito. Tua mão desliza pela pele do meu ventre e percorrem o caminho do desejo em busca da entrada da minha floresta e a encontram serenada pelo prazer. Arrancas da minha boca gemidos lancinantes e minha respiração se torna forte e descompassada.
Sinto teus seios  e com bicos duros pressionados e roçando a pele das minhas costas, tua outra mão passeia em meus seios entumescidos, teus dedos apertam meus bicos duros de tesão.
Um calor súbito sobe pelo meu corpo, me arrepio, sinto me amolecer totalmente. A exploração das tuas mão e o calor do teu corpo encostado ao meu, me faz quase desfalecer de prazer. Nos movimentos de nossa dança erótica, os pelos do teu púbis acariciam minhas nádegas. As minhas mãos buscam as tuas pernas, procurando por tua gruta úmida e quente, encontro um charco de excitação que lambuza meus dedos. Eu invadida por teus dedos, provoco com meus dedos a mesma invasão em ti e reages me apertando contra teu corpo.
Viro-me para ti, te abraço e beijo a tua boca. Meus seios tocam os teus, minha perna entra por entre as tuas, sinto o teu calor e a umidade que molha a minha coxa. Desço para os teus seios e deixo a minha boca se abastecer dos teus mamilos, prossigo meu caminho por teu ventre e encontro teus pelos negros serenados de tesão. Adentro as tuas pernas e ponho-me a sugar o mel precioso que escorre de ti, minha língua te acaricia, te penetra e sugo teu botãozinho de prazer. Você geme e grita de tesão, aperta-me contra ti, como querendo que eu entre em você de uma vez por todas, mas apenas minha língua é capaz de aprofundar-se e provo o teu orgasmo delicioso e saboroso, o cheiro do teu prazer me abastece e o gosto do teu gozo mata a minha sede.
Levanto-me e ergo-me até a tua boca e levo junto o teu gosto em minha boca para te dar uma prova, nossas bocas se unem e nossas línguas se cruzam. Tua mão entra por entre minhas pernas e trás com ela o meu mel e me oferece seus dedos para que os sugue. Sinto tua língua deslizando pelo meu corpo, tomando o mesmo caminho, pelo qual eu antes percorrera em tua pele. Tua língua quente em meu segredo me faz delirar de prazer, sem demora, a pura excitação na qual me encontro, faz eu banhar tua boca com minha seiva. Meu corpo estremece, seguro teus cabelos e aperto minhas pernas, me esfrego em tua boca, sinto tua língua dentro de mim e gozo exaustivamente!
O espelho é apenas um cúmplice do nosso prazer!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!