Crônica de um peido

por H. Thiesen

Conversando com uma amiga, certa vez, ela desabafou comigo, sobre um peido indiscreto, que saíra inadvertidamente do seu fiofó, no banheiro da academia. 
Disse-me ela, que fora ao banheiro fazer um xixizinho básico, mas na finalização do ato urinário, naquela forçadinha derradeira para esvaziar a bexiga, saiu o inescrupuloso peido, parecido com o som uma sonora e solene vuvuzela. No cubículo ao lado, continuou ela, havia outra mulher, que se sentiu no direito de reclamar do “pum” caprichadíssimo, talvez acredito eu,  cheirando à carniça de ontem:
- Já chamou o padre para a extrema-unção?
-  Por que? - replicou a minha amiga sub-woofer.
- Porque já morreu e esqueceu de deitar!
Diante disso, fico imaginando: o que as pessoas pensam quando, discretamente, soltamos um surdinho? Claro, se alguns apenas pensam, outros fazem questão de verbalizar: 
- Vai para o banheiro se limpar, por que cagada já está!
Eis aí a contradição! Pois não é o banheiro o lugar certo para cagar, mijar e peidar? Então, como pode alguém se sentir incomodada, por alguém peidar no ambiente correto? Será que haverá outra recomendação que eu desconheço? Quem sabe na sala, na cozinha, no quarto, no cinema...
O fato é que nós, seres humanos, não nos acostumamos com a naturalidade da vida. Afinal, é coisa natural, alguém ir ao banheiro e peidar, onde todos cagam, mijam, até trepam e fazem tudo o que todo mundo sabe, que estando vivo, se faz por lá. Ora, peidar é como loteria, pois é impossível prever qual será o cheiro, após o ato fatídico!
Embora seja natural peidar, o mais surpreendente nisso, é que quando vamos soltar um "pum", mesmo na certeza que estamos sozinhos, ainda assim disfarçamos, na cruel dúvida ,que poderá  alguém chegar ou ouvir o barulho de escapamento aberto! Pior! Quando estamos acompanhados e tentamos disfarça-lo ou suprimir-lhe a sonoridade característica, transformamos um simples "punzinho" discreto e inofensivo, em "pum" esbaforido, longo e estridente, subindo pelo meio das nádegas: "Fiuuiiiiiiiiiiiimmmmmm"!
Se existe algo imprevisível, é  o peido, ele surge nas horas mais impróprias, até na hora do sexo! Quem nunca peidou, dando umazinha? Que mulher nunca peidou durante uma foda selvagem? Basta ficar numa posição desconfortável, deixando o fiofó desprotegido e propício ao evento, ou melhor, aos ventos! Se nunca peidou assim, das duas uma: Ou nunca fez sexo pegado na vida ou, é uma mulher-tábua, paradadérrima na cama, adepta incontestável e intransigente do papai-e-mamãe, ou seja: - Mete ai! Te vira e acaba logo com isso, que eu tenho mais o que fazer!
O peido é nefasto e pega de surpresa, as vezes sem emitir sinais que está chegando! Além disso é teimoso, por mais que tentemos segurá-lo, ele sempre volta e nesse sentido, também é vingativo, volta com mais força e intensidade. Fosse só isso, tudo bem! Mas ele conta com a ajuda do fiofó, aquele "miserável", que se afrouxa todo para ele sair e torna um simples peido numa cena de terror. 
Já que o peido é algo natural, não seria natural também, dar um aviso prévio diante do inevitável? Para quem estiver por perto, ter a possibilidade de escolha: ficar para saber o resultado ou sair apressado a fim de evitar os efeitos bafientos:
- Atenção pessoal... Vou peidar!
Dá até para fazer o anúncio em tom apocalíptico, uma vez que sabemos o que comemos anteriormente. Mas não! De forma, jeito e maneira nenhuma, para o desespero e correria dos que estão por perto, no máximo o que vemos por aí, é um aviso tardio ao ato consumado:
- Peidei!
Frente à essa dissertação, digamos quase uma reflexão filosófica à respeito do peido, dá para perceber que ainda temos muito à aprender, pois objetivamente, seja qual for a importância de cada indivíduo, rico, famoso, pobre ou anônimo, todos cagam, mijam e... Peidam.
É definitivo, o peido é peido em qualquer classe social, raça, sexo ou religião, não importa o que se come, se filé mignon ou carne de pescoço e ainda, não adianta comer flor e beber perfume. Fede igual!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

3 comentários :

  1. Texto fabuloso! Senssualissimo!

    Espero visita aqui:- http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/

    Beijoos doces

    ResponderExcluir
  2. Por vezes sabe tão bem ouvir o som de um peido...Do cheiro já nem tanto, loool
    .
    Deixo cumprimentos

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!