A Curiosidade Matou o Gato!

por H. Thiesen 

Se existe algo de incomparável no ser humano, é a curiosidade. Existe até um ditado, que todos conhecem: A curiosidade matou o gato!
Tratando de curiosidade, creio que a maior de todas e que se estabelece em qualquer um, desde os primórdios das primeiras ebulições dos hormônios, é a curiosidade sexual.
Isso não poderia deixar de acontecer comigo, foi a curiosidade que me fez provar e experimentar muitas coisas, foi ela que, entre outras coisas, proporcionou-me vontades e fantasias, muitas delas, a maioria das pessoas diria que são absurdas, mas seja como for.... Matei a minha curiosidade!
É simples, se não conhecemos ou nunca fizemos algo, é a curiosidade que nos faz ter vontade, dá coragem e torna-se o ponto de partida para conhecê-lo ou fazê-lo. Em qualquer situação da vida, a curiosidade é, sem dúvida nenhuma, a ignição para desvendar o desconhecido, seja nos relacionamentos, no trabalho, no estudo, em qualquer situação desconhecida do cotidiano e mais do que nunca no sexo.
É através da curiosidade sexual que experimentamos a nossa "primeira vez", outras formas de prazer, outros tipos de relacionamentos. É a curiosidade que nos faz realizar sonhos e fantasias.
É a curiosidade que rompe os nossos preconceitos, os nossos tabus e a nossa falta de coragem, para irmos adiante e por-nos à prova, para saber se será bom ou ruim. É a curiosidade que rompe as barreiras da fidelidade e possibilita a traição. É a curiosidade que nos faz desejar por novos prazeres. É a curiosidade que nos faz espiar pelo buraco da fechadura, mesmo que o perigo de ser pego ronde por perto.
A curiosidade é isso, é a vontade de ver, ter e sentir, as vezes, sem um mínimo de conhecimento de causa e muitas vezes, conhecendo, mas assumindo e correndo todos os riscos.
Afinal, quem nunca sonhou fazer sexo de um jeito que nunca fez, achando que terá orgasmos devastadores? Ou, quem nunca desejou uma pessoa sem conhecê-la realmente, acreditando que se sentirá extremamente satisfeito se transar com ela? Quem nunca desejou outra pessoa e gostaria de vê-la e tê-la nua ao seu lado, somente por que ela é bonita e passa na rua? Quem nunca desejou outra pessoa, imaginando-a com seios deliciosos ou um pênis ereto, mesmo sem saber, que tais atributos possam despencar sem o sutiã ou ter problemas de ereção?
A curiosidade matou o gato!
E eu?
A curiosidade que muitas pessoas possuem ao meu respeito e se eu faço tudo o que eu descrevo nos meus contos e poesias, ou seja, se faço sexo do jeito e quantidade que escrevo, como resposta tenho a dizer que não, é claro que não! Alguns me dizem que as descrições são tão reais, que torna-se impossível não pensar que aconteceram. Qualidade e sentimentos? Não, isso não lhes importa! A verdade é que, querem saber se sou ninfomaníaca ou mais exatamente: Uma puta!
Bem, para os curiosos aqui vai a minha resposta:
- Nem tudo o que eu conto, eu faço! Entretanto, nem tudo o que eu faço, eu conto!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

Um comentário :

  1. cê se preocupa mto com o que os outros pensam...mais, curiosidade exagerada é mau né!?

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!