Uma transa de surpresa

por H. Thiesen 

Há muito tempo, eu queria dizer a ele o que eu sentia, que o desejava demais, a vontade que tinha de ter meu corpo colado ao seu. Mas caía nas minhas próprias armadilhas, nos meus porquês sentia tudo aquilo por ele.  Tudo me engasgava e cada vez que o via, meus desejos não me deixavam respirar e me calavam. Mas o tempo passava e vez por outra nas oportunidades que surgiam, a minha coragem se esvaziava e a amizade prevalecia. Mas naquele dia eu acordou disposta, daquele dia não poderia passar, daria um basta nas minhas inseguranças e mostraria para ele qual de fato, era o meu interesse.
Tudo já havia passado dos limites, não o queria por amigo, a nossa amizade foi um acidente de percurso e me deixei envolver, na verdade, eu nunca planejara ser sua amiga.
E foi assim que durante o dia inteiro planejei a minha investida, no final da tarde me produzi a contento e no meio da noite fui ao seu encontro.
Uma maquiagem discreta, mas bem sensual, um casaco preto 7/8, sem calcinha, salto alto e o meu perfume preferido, que tantas vezes ele elogiou.
No caminho liguei para ele, como desculpa, falei-lhe sobre um documento de um apartamento que eu tinha em vista, um envelope com a proposta que eu havia deixado no porta-luvas do carro, comporia o visual e serviria para preparar o meu ataque.
Cheguei na frente do edifício, estacionei o carro, caminhei até o porteiro eletrônico e apertei o botão. Ele atendeu, não foi necessário me identificar, ele já me esperava. Entrei no prédio, subi pelo elevador. Ele já me esperava na porta do apartamento. Entrei calada, olhando em seus olhos, beijei-o no rosto. 
“Nada de muita conversa"” - pensei.
Atravessei a porta de entrada, caminhei até o meio da sala e fiquei de costas para ele, olhando a paisagem pela janela em frente, enquanto desabotoava o casaco. Ele bateu a porta, caminhou em minha direção e quando está próximo, perguntou-me no que poderia ajudar-me.
Atirei o envelope sobre uma mesa, dei meia volta e deixando o casaco entre-aberto, para que ele visse um pouco do meu corpo, disse-lhe:
- Com isso! 
Ele ficou mudo. Deixei o casaco cair sorrateiro até os meus pés, ficando totalmente nua a sua frente, mostrando-lhe a mulher que estava ali, pronta para devorá-lo, nua, inteira, sobre os saltos. 
Aproximei-me, ele esboçou uma reação qualquer, não sei, não o deixei falar e então ofegante, apenas mordeu os lábios. Beijei-o, mordi sua orelha e desci para o pescoço, sujando sua camisa com o batom. Ajoelhei-me, desafivelei o cinto, abri o zíper das suas calças, com uma das mãos trouxe seu membro para fora e desregrei todos os seus sentidos, com um sexo oral, do jeito que ele nunca havia provado.
Eu percebi, que ele segurou o gozo enquanto pode, e isso me fez ter mais vontade de dar-lhe o melhor e usei de todas as prerrogativas  que eu julgo serem deliciosas para um homem, durante um sexo oral. A pressão dos lábios, o passeio da língua, o roçar de leve dos dentes, pequenas mordiscadas e a visão da mulher ajoelhada aos seus pés, disposta a lhe dar prazer.
Então não se aguentando mais, jorrou em minha boca, depois segurou-me pelos ombros e num único impulso, jogou-me ao chão. Abriu minhas pernas e afogou-se entre elas, lambuzando-se com a minha flor encharcada, que já latejava de tanto tesão, pelo prazer que a coragem, naquele dia me proporcionou. Deliciei-me com a sua boca e gozei, expressando, sem dizer palavra alguma, todo o prazer que eu senti.
Depois desse dia, nenhum pudor restou entre nós, deixamos de sermos amigos e nos tornamos amantes, ou seja, tudo o que eu sempre quis ser para ele.

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

Um comentário :

  1. texto muito bom!!

    Bejitus
    Esperamos-te-http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!