Vem depressa... Me comer!

por H. Thiesen 

Olá meu tesão! 
Como vai? 
Tudo bem? 
Escrevo-te esta breve carta, porque tenho algumas coisas quentíssimas para te dizer!
Antes continuar a leitura, gostaria de alertá-lo, para que tires a roupa e deites na cama completamente nu, creio que não finalizarás a leitura desta missiva, sem tocar o teu corpo e te masturbar.
Hoje acordei completamente sedenta, digo mais, faminta por sexo e desde que abri os olhos, tenho uma vontade louca e inadiável de ter o teu sexo na minha boca, para chupá-lo, senti-lo no fundo da garganta e percorrê-lo inteiramente com a minha língua. Logo que acordei, fiquei um pouco mais na cama, imaginando esse mastro cabeçudo, lindamente decorado pela ponta vermelha e quente, duro e inchado, pulsando de tesão na minha frente.
Todos esses pensamentos me excitaram e encharquei o tecido suave da minha calcinha, à ponto de poder serem vistos através dele, os meus lábio rosados e molhados. Desejei imensamente tê-lo aqui e abrir as minhas perna para que eles fossem envolvidos pela tua boca e para dar passagem a tua língua deliciosa.
Meus mamilos endureceram e apenas o contato leve do lençol, causaram-me uma sensação indescritível e eu quis ter a tua boca sobre eles, bem como a tua língua serpenteando-os com volúpia.
IMAGENS CEDIDAS POR
JordanaTelles.com.br
Fiquei pensando na tua língua, deslizando em todo meu corpo, fazendo-me vibrar de prazer ao passa-la molhada na minha pele e no tesão que só tu é capaz de me proporcionar, quando estás entre as minhas pernas, usando a tua boca e a língua com sabedoria.
Ainda deitada, fiquei ansiosa pelas tuas mãos explorando meu corpo e teus dedos escalando as minhas saliências e se introduzindo em todos os meus recantos ou se banhando na minha fonte secreta de amor.
Pensei em muitas indecências, no teu gozo em minha boca, escorrendo em meu queixo e lambuzando os meus seios. Imaginei o meu gozo sobre os teus lábios e o meu mel adocicado inundando a tua língua.
Incendiei e passei a me contorcer na cama. O tesão falou mais alto e coloquei um travesseiro entre as pernas e comecei a esfregar-me nele, enquanto uma das minhas mãos deliciavam-me acariciando os seios e então, despertei todo o meu cio
Meu querido, meu tesão, meu macho, hoje que acordei assim, com um tesão imenso, sem nem mesmo abrir totalmente os olhos, eu soube que te queria e que precisava de você, para me acalmar e gozar muitíssimo.
Agora para de te masturbar, veste uma roupa depressa e vem me encontrar, por que ainda estou em fogo, quero muito te dar para beber meu gozo e receber os teus jatos quentes.
Vem depressa, estou deitada na cama, completamente nua, molhada e melada, te esperando.
Calma, a carta está terminando...
Calma coisa nenhuma, tô pingando de tesão! Vem correndo... Me comer!



--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

2 comentários :

  1. Ok. Estou chegando. Posso deitar-me... com meias. É que tenho frio nos pés, para além de achar muito sexy
    .
    Deixo Cumprimentos

    ResponderExcluir
  2. Quem resistiria a esse convite? Só quem já morreu... rsrsrsrs.
    Beijos

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!