Libertina

por H. Thiesen 

Permita-me ser obscena
entregar-me as tuas vontades
e ser a tua Messalina
Permita-me delirar com teu toque
nas minhas saliências
curvas e orifícios
Permita-me brindar a teu prazer
com o meu desejo incontido
da forma bem despudorada
com as tuas mãos sobre meus seios
que lascivos por tua boca clamam
Permita-me molhar com tesão
teus dedos entre as minhas coxas
que te esperam explícitas
abertas a tua exploração
Dá-me teus beijos
sôfregos e intensos
Ama-me sem pudor
suga-me
lambe-me
e coma-me
Infiltra-te no meu centro
afastando-me as carnes
alargando-me as entranhas
com toda a tua vontade
Cubra-me com o teu desejo
invadindo-me com força
rígido e potente
ao encontro do meu segredo
mais profundo do meu íntimo
Fira-me sem pena nenhuma
o vértice úmido da minha nudez
estremecendo-me e estremecendo
enlouquecendo-me e enlouquecendo
Alimenta-me com tua fome
sacia-me com a tua sede
sussurra-me a tua paixão
grita a tua devassidão
diga-me palavrões
Seja o meu homem e amante
conduza-me ao êxtase
leva-me ao gozo
dando-me teu gozo
Permita-me ser tua
apenas tua...
Obscenamente libertina!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!