Eu quero mais!

por H. Thiesen 

Entro no quarto vestida apenas com um leve baby-doll de seda e renda. Nada deixo para a tua imaginação e o teu coração bate forte.
Eu te proponho ternura, sem posse, apenas afeto. Graciosamente, deixo cair a pouca roupa que me cobre e apenas a calcinha permite cobrir o meu pudor.
Você já está nu, deitado sobre os lençóis brancos da cama. Livro-me da minúscula peça e a jogo sobre o teu peito.
Subo na cama e começo a beijá-lo. Primeiro os dedos do pé, depois o teu corpo, até alcançar tua boca.
Um sentimento de sedução sobrevém ao meu íntimo, quero sobrecarregá-lo de desejos.
Pego uma rosa, sobre o criado-mudo ao lado da cama e deslizo-a sobre a tua pele, nos lábios, no peito, na barriga, nas coxas e no sexo. Delicio-me! Adoro fazer e ouvir você gemer, teus gemidos para mim, é uma doce canção.
Desfaço a rosa em pétalas sobre o teu peito e afasto-as soprando meu hálito quente sobre elas. Cada pétala toma um caminho sobre o teu corpo. São elas que dizem e dirigem por onde eu devo te acariciar com o ar quente que sopro dos meus lábios.
Tua respiração me diz que tudo isso te excita muito e com muita facilidade. Eu continuo a sopra-las e as levo abaixo, em direção ao teu mastro.
Sopro suavemente e cada pétala flutua sobre a tua pele e logo, atingem a tua luxúria.
Você não disfarça e começa a implorar para aliviar-se da tua necessidade e pede pelo meu corpo. Indiferente aos teus pedidos, eu continuo soprando, me aproximando aos poucos e sentindo o calor que emana da tua rigidez, quase à queimar nos meus lábios.
Sopro a última pétala e deixo que a minha língua, como uma serpente sedenta, deslize pelos caminhos do teu prazer.
Teus gemidos aumentam e denunciam-me o estado abalado de excitação no qual te encontras e com maestria, minha língua te leva às alturas, passeando da glande aos testículos. Dou alguns beijos ao teu mastro, abro a boca, aperto-o entre os lábios e o engulo. Delicadamente eu vou até o fundo e depois volto à glande, contorno-a com a língua e lambo o freio. Mais outra vez te deixo ir até o fundo.
Você geme alto e quase grita. Teu jorro escapa e enche a minha boca. Satisfeita e lambuzada, eu delicio o sabor do teu gozo.
Teu prazer foi o meu prazer e isso me basta!
Por ora, descanse! Daqui a pouco... Eu quero mais!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog
.

2 comentários :

  1. Maravilhoso texto!

    Feliz ano de 2016 com muita tesão :-)
    Bejocas
    Estou por aqui:-http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!