A Buceta da Deusa

por H. Thiesen 

Estava Afrodite, junto a uma fonte do Olimpo a fazer os seus pentelhos, com todo o cuidado e jeito, para que não ferisse a sua crica com a lâmina que roubara de Zeus, na verdade, ela queria deixar carequinha, por um ponto final, no tal monte de Vênus, o qual àquela altura, já estava mais para montanha de Vênus e ela já não aguentava mais o cheiro e a coceira.
A sensual deusa, precisava embelezar-se e ficar lisinha, pois iria dar o cu, naquela noite para Hefesto. Eles já tinham fama de safados, todo o Olimpo sabia das putarias dos dois e que as vezes chamavam Anquises para uma bela suruba.
Ela raspou minuciosamente o cuzinho, ora, aquela noite seria especial, pois geraria um grande filho da puta, que se chamaria Enéias.
A lâmina que ela pegara escondida, do deus mais cornudo do Olimpo, estava mal afiada e a cada passada, mais arrancava do que cortava os pentelhos e entre as suas idéias de orgia e putarias, cada vez que a lâmina fazia o seu serviço mal-feito, ela se virava em mil caretas e de dor, soltava efusivos peidos sonoros.
Entretanto, Galatéia, uma ninfa muito puta e totalmente sem noção, passava por ali ao acaso e vendo a deusa peidorreira de cócoras, julgou que ela estivesse cagando. A ninfeta, além de puta e sem escrúpulos, era travessa e petulante, conhecida até por geniazinha do mal, resolveu pregar um susto na mais famosa rameira do Olimpo.
A deusa, pega de surpresa, levou tamanho susto, ficou tão alvoroçada e sem perceber, movimentando a mão por impulso, deu uma navalhada na buceta. A coisa foi muito feia, a deusa ficou branca e no espelho da água, dava pra ver o sangue escorrendo da xereca divina.
O sangue divinal manchou o córrego de vermelho, quanto mais ela lavava, mais ele escorria. O lugar ficou famoso, dizia-se que quem bebesse daquela água, jamais perderia o tesão e seria capaz de foder sem cansar, até o cu fazer bico.
- Oh porra! - gritou irada, a puta divina, voltando-se furiosa para a ninfa safada, que não era capaz de se conter, de tanto dar risadas, chegando a se finar de tantas gargalhadas.
A filha da putinha, mal sabia o que a sua brincadeira iria ocasionar e estava satisfeita por ferir a parte mais perseguida da deusa regateira. Porém, ao se conter das risadas, caiu em si, vendo finalmente o que havia feito:
- Estou fudida, Zeus vai me comer viva!
Sim, comer viva, por que Zeus nunca foi necrófilo, tinha ele algumas taras, mas nada tão repugnante.
Mas, já era tarde, a navalha havia feito um enorme estrago. Afrodite, puta da cara, voltou-se furiosa para Galatéia e lhe falou com severidade:
- Olha o que você fez, sua putinha desastrada. Que crime horrendo! Eu mesma vou pedir a Zeus que lhe puna, vou pedir que ele te esfole viva!
Assim, por mais de um mês a perseguida divina ficou inutilizada e a deusa não podia dar sequer uma rapidinha e lamentava-se:
- Ai! Ó céus, um mês sem fuder, que suplício, sinto-me abandonada por todos os deuses do Olimpo, o que poderei fazer para substituir tamanha necessidade? Essa buceta faminta não para de ficar melada! Como eu farei para trepar com os deuses do Alto Olimpo durante esse tempo! Puta que pariu, eu estou fudida e mal-paga!
E assim, tomada por enorme cólera, maldizendo e amaldiçoando a desastrada ninfa, enviou-lhe pesadas mandigas:
- Ó prostitutinha safada, que a tua buceta viva sempre inchada e não ache jamais quem a queira, nem mesmo língua e dedos lhe darão prazer, que os vermes roam a tua crica e perto dela amoleçam todas as picas e de complemento ela seja tomada por coceiras e viva sempre pingando. Que o teu cu seja arregaçado a força, pelo sátiro mais pauzudo do Olimpo!
Foi desta forma que se ouviu falar pela primeira vez em gonorreia e hemorroidas!
A deusa estava possuída e berrava alucinada, tão alto que o Olimpo todo ouviu.
Como não poderia deixar de ser, o Cornudo-Mor, chamado Zeus também a ouviu do alto do seu trono. Ficou tão curioso, que parou de comer o veadinho chamado Cupido, mas ao se inteirar dos fatos, ficou comovido e mandou o veadinho voador ir ver o que estava acontecendo realmente.
Em vôo desabalado o Cupido, foi ao encontro da deusa desvairada e pede-lhe que vá ter com o Cornudo e do mesmo jeito desabalado que voou ao encontro da Divina, voltou ao Panteon, a fim de terminar a foda celeste interrompida.
Zeus se satisfez com o putinho alado, encheu e melou a bundinha divina de porra, mas não o dispensou, antes exigiu dele um belo boquete, finalizando com outra gozada divinal.
À essa altura, todo o Olimpo já sabia das últimas notícias e virara um alvoroço.
Ao chegar no Sagrado Lar, Afrodite foi atendida por Hermes, o qual os romanos chamavam de Mercúrio, esse aproveitando-se da sua fama farmacológica, fez um curativo na buceta repartida.
Hefesto, amante consorte da deusa, vomitou mil pragas e jurou atear fogo na bunda da ninfa malcriada .
Ares suspirou fundo e jurou vingar a buceta da sua putinha preferida:
- Hei de rasgar a buceta daquela dadeira  sem modos!
Hera fingiu não se importar, mas tapou a boca para não rir alto e se sentiu vingada.
Palas, orgulhosa, encheu o peito e falou alto:
- Bem feito, deveria ter emendado com o cu!
Atena, lembrando os antigos pleitos, não conseguia parar de gargalhar e rir da buceta anavalhada.
Coube a Apolo, consolar a puta divinal, mas teve que conter-se, pois o tesão corria-lhe pela veias e a buceta divina não oferecia possibilidades para, pelo menos, esfregar o pau na entrada.
Tálassa, a mãe da Deusa do Amor, digo, da Putaria, acalentou a filha enquanto Hermes finalizava os curativos.
Por fim, Zeus subiu ao trono e decretou:
- Esse ultraje feroz será vingado e fulminante será os seus efeitos. Mas ainda é pouco, pois fui atrapalhado quando quase gozava na bunda do Alado e teus gritos me fizeram broxar. Aquela que te cortou é demais a culpada, estenda-se a todas as mulheres horroroso castigo, que hão de expiar, para punir tanta barbárie e desatinos. De hoje em diante, de tempo em tempo, toda buceta irá sangrar e como memória do desatino, toda mulher antes desse tempo se verá abalada pelo nervosismo, impaciência, intolerância e desvarios!
Foi assim, que se soube notícias da primeira TPM e da primeira menstruação, daquele dia em diante, o Olimpo virara um inferno, toda vez que uma das deusas se aproximava dos dias de colocar o vermelho em campo!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

3 comentários :

  1. Como sempre, gosto de ler os textos que aqui saem.

    Beijinhos doces..espero a sua carinhosa visita. Obrigada.
    Aqui»» http://prazeresecarinhossexuais.blogspot.pt/?zx=e7c3217bdcc84085

    ResponderExcluir
  2. Não... não havia lido esse post....
    Lelena... estou aqui com cara de estúpido!!!!
    COnto sensacional, que você deveria registrar e mandar para ser publicado na Playboy....
    Olha Lena... conto sensacional... um dos melhores contos que eu já li.... e olhe... que eu já li não é normal...!!!!
    Por que você não envia para a Playboy????
    Ofereça-o lá... eles vão gostar....!!!!!!!!!
    Lena... sensacional... uma linguagem maravilhosamente erótica.... uma delícia de história!!!

    ResponderExcluir
  3. Lena... é delicioso te ler!

    Menina, ri demais aqui. Adorei.
    Parabéns pela criatividade.
    Beijos e beijos!

    {W_[amar yasmine]}

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!