Uma vez numa rua de Londres: Puta por um dia!

por H. Thiesen

Ele parou o carro, abriu o vidro ao lado da calçada, olhou-me de cima à baixo. O Cabelo nos ombros, a camiseta curta e vermelha, umbigo de fora, a mini-saia preta, meias arrastão e botas no joelho.
Depois sorriu e perguntou:
- Carona?
- Não, obrigada!
- Vai para onde?
- Lugar nenhum!
- O que uma mulher tão bonita faz por aqui?
- "Trabalhando"!
- Quanto?
- Cem pounds!
- Tudo isso? Vale a pena?
- Você é quem sabe!
- Entre... - Disse-me abrindo a porta do BMW.
- Tudo bem!
- Para onde? Green Park?
- Não, no motel, dobre a esquina.
Ele fixou-me com o olhar, tirou-me o rumo por um instante, nunca havia sentido aquilo, daquele jeito. Tomei novamente as estribeiras, recompus-me do embaraço e me despi, jogando a roupa e as botas ao lado da cama. Ele despiu-se, mas com cuidado pendurou a roupa no cabide da parede. 
Em silêncio veio em minha direção, sem pedir licença tomou-me nos seus braços e começou a beijar o meu pescoço. Empurrei-o:
- Está faltando alguma coisa!
Ele deu meia volta, pegou a carteira no bolso das calças, contou as notas e me alcançou. Guardei-as na bolsinha vazia.
Novamente ele se aproximou, parou a minha frente, segurou-me pela nuca, puxou-me e me beijou. Depois deslizou a sua língua até a borda da minha orelha e a lambeu. Senti meus pelos eriçarem, os bicos dos meus seios endurecerem e comecei a ficar molhada entre as pernas. Meu sangue ferveu, correu quente da cabeça aos pés e o desejei inteiro dentro de mim. Queria que me machucasse, que me devorasse e me libertasse de mim mesma. 
Um tesão enorme se apossou de mim. A vida toda eu havia sonhado com algo assim. Queria ouvi-lo me chamar de puta e ser comida sem sentimento algum. Eu queria me sentir uma cadela devassa e única dona do meu tesão, sem ter que me preocupar em dar prazer e aproveitar-me de tudo o que aquele estranho tinha para me oferecer. Apenas queria ter como resposta o seu gozo, pelo qual ele me pagou.
Mas eu queria mais, eu o queria inteiro. 
Ele me jogou na cama, deitou-se sobre mim, beijou os meus seios e abri as minhas pernas para ele entrar. Deliciei-me com o vai-e-vem, com a sua falta de ar e com a sua voracidade para me comer. Eu me entreguei do jeito que eu queria e dei-lhe o melhor que eu podia pelo sexo que havia lhe vendido. Mas aproveitei ao máximo, cada milimetro do seu prazer enrijecido e deixei me acabar em um orgasmo intenso.
Ainda esperei, pelo seu gozo e deixei ele jorrar, dizendo-lhe palavras obscenas:
- Goza, goza, dentro dessa putinha!
Vestimos nossas roupas, entramos no carro, ele me deixou no mesmo lugar onde me encontrou:
- Tem telefone?
- Tenho!
- Posso te ligar, para outra vez?
- Claro!
Disse-lhe o número e ela anotou em sua agenda. Depois desembarquei e ele foi embora. Mas antes disse-me o seu nome.
Alguma semanas depois, ele me ligou:
- Alô! Lembra de mim?
- Não, desculpe-me!
- É o Jeremy! Fizemos um programa alguns dias atrás!
- Ah, sim lembro!
- Eu gostaria de outro programa!
- Desculpe-me, mas não faço programas!
- Como assim, parou?
- Não, nunca fiz!
- Mas...
- Aquele dia, foi a primeira e a última vez! Foi tudo uma fantasia!
- Como?
- Uma fantasia, eu queria me sentir como uma prostituta!
- Puxa, não imaginava isso! Mas gostaria de vê-la mesmo assim!
- Por que não! Se eu não quisesse, você não teria o meu telefone!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

3 comentários :

  1. Misteriosamente doce!
    Você está em grande forma....o que acontece assim, num átimo de fantasia pode ser aquele romance que dura a vida toda!!!
    Belo texto... "safadinha talentosa"

    ResponderExcluir
  2. Saudades de aqui vir, Leninha...mas jamais me esquecerei de ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava tão bom aqui sem meu rival....
      Um abraço amigão e nada de tocar no que é meu!!!!

      Excluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!