Vadia... Quero te ver gozar!

por H. Thiesen 

Sem deixar-me resistir, ele amarrou minhas mãos e, em seguida, os meus pés, com grande agilidade e com um sorriso nos lábios, deixando-me presa à cama. Seus olhos nunca se afastaram dos meus, enquanto ele se movia em torno de mim e em poucos instantes, eu me vi imobilizada pelos lençóis que lhe serviram de cordas.
Lentamente, ele arrastou um dedo pelo meu corpo. Apenas um, tortuosamente lento e passando por todas as dimensões da minha pele. Meus pensamentos, como se encobertos por uma neblina, davam-me apenas idéias difusas e o resto de mim, só reconhecia excitação.
Ele assistia ao colapso do meu corpo, que usava os poucos movimentos que tinha, para expressar o prazer que eu sentia e encarava-me o rosto, enquanto meus olhos tentavam focar-se aos seus.
Ele observava cada movimento e torturava-me com seu dedo, dando-me mais prazer.
O dedo pressionava firme contra o seu alvo e circulava lentamente meu clitóris, que já se encontrava sensível e intumescido. Enquanto isso, eu contorcia meu corpo à esmo, tentando absorver as sensações e imergia num oceano de prazer e a minha espinha, parecia querer dobrar-se sobre aquela cama.
- Por favor, não! - Eu queria lhe dizer, mas não tinha certeza de que eu estava querendo. Algo pedia-me para implorar a ele que cessasse, mas ao mesmo tempo, algo dizia-me para deixá-lo terminar.
Nada lhe importava mais, este era o seu prazer, seu propósito e eu me entreguei. Perdi completamente o meu domínio. Minhas entranhas e cada músculo do meu corpo tornaram-se instrumentos para dar-lhe o que ele queria.
O brilho de suor resplandeceu a minha pele, enquanto derramava um néctar abundante pelo meio das minhas pernas. Logo, nada mais poderia me segurar, frente àquelas carícias circulares e implacável, sob o comendo de seu único. Eu me via ondulante e contorcendo, debatendo-me incansável sobre a cama.
Ele levantou os meus quadris e levou-me para perto, abriu as minhas coxas e mergulhou a sua cabeça entre elas. Gemi desesperada ao sentir o calor da boca e a sua língua me invadir. Rastejando sobre meu corpo, veio à minha boca e me beijo e enquanto me beijava, me possuiu de uma vez só, até o fundo da minha entranha.
Sem fôlego, esforçando-me para manter a razão, sob seu ritmo alucinado e uma determinação obstinada para me dar prazer, eu tinha picos avassaladores de sensações indescritíveis e pedia-lhe para que parasse:
- Ah, sim! Eu com isso! - dizia-me ele.
E, como se fosse o proprietário do meu corpo, ordenou:
- Goza puta! Vadia... Quero te ver gozar!
Mesmo com as mãos e os pés atados, quase sem poder me movimentar, respirei fundo e movendo meus quadris freneticamente, contribui naquele ato de devassa. Com uma das mãos, ele agarrou meu rosto com força, enfiou um dedo em minha boca e mantendo-me pressionada contra o colchão, imprimiu um ritmo alucinado, me deixando totalmente atordoada.
- Agora cadela, quero ver! - disse-me ele.
Sem perder o ritmo e a cadência, como um cão enfurecido que possui a fêmea, não parou mais, até eu não ter mais nada para dar e ver as minhas forças se esgotarem em um orgasmo torrencial. 
Então, vendo a minha exaustão de pois do gozo, ele encontrou um pouco mais de forças para si e deixou-se jorrar dentro de mim.

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

4 comentários :

  1. Maravilhosamente tesudo!!!
    Estarrecedoramente tesudo...
    Aiiii que eu já nem sei o gosto disso tudo!!!!
    Tesão e provocação em todas as linhas do texto!!!

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto cheio de excitação! Adorei, hummmmmmmmmm

    Beijoos
    Anjinha Sexy

    Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderExcluir
  3. Ai do vagabundo que me xingar de vadia! Falo logo:"vadia é a sra. sua mãe!" Márapá! Agora cê vê!!!

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!