Calcinha Vermelha

por H. Thiesen 

Era começo da madrugada quando se despediram, ele fora levá-los até a portaria do prédio e retornara ao apartamento. Beto abraçou a esposa, que lavava a louça, pela cintura e comentou:
- O que você achou deles? Muito simpáticos, né?
- Muito. Ela é bonita. Ele trabalha com você há quanto tempo mesmo?
- Três anos, mas agora que resolvemos estender a amizade e achei interessante oferecer um jantar para eles.
- Beto, da próxima vez, me avisa antes, tá?
- Sempre assim, sempre reclamando!
- Claro, você faz o que dá na tua cabeça e a correria fica pra mim!
-  Depois a gente conversa. Tô me mijando!
Ele saiu correndo na direção do banheiro. Michele, despreocupada, continuou lavando a louça, mas logo ouviu Beto gritar, retirando-a da sua concentração:
- Não acredito! Não acredito!
- O que Beto? Não grita, já é tarde vai acordar os vizinhos!
Beto saiu do banheiro trazendo uma calcinha vermelha na mão:
- O que é isso?
- Não sabe? É minha calcinha!
- Eu sei, mas estava pendurada atrás da porta do banheiro!
- Sim, eu tomei banho, lavei e pendurei! E daí?
- E daí que o Tonho foi no banheiro!.
- É só um pedaço de pano. A mulher dele também usa calcinhas.
- Mas essa não é da mulher dele. É tua!
Mostrando ironia, ela respondeu::
- Qual o problema, tá limpinha!
- E se ele se excitou vendo a tua calcinha e esfregou nele?
- Beto, só tarados fariam isso!
- E se ele é tarado?
- Você não o conhece bem?
- Sim, mas...
- Você faria isso com a calcinha da mulher dele?
- Claro que não!
- Então tudo bem!
- Tudo bem nada! Você já imaginou ele se masturbando com a tua calcinha?
- Beto, vai dormir! Crise de ciúmes a essa hora?
- Ele pode muito bem ter gozado nela, imaginando você a despindo?
- Faça-me o favor Beto... Isso é ridículo!
- Tá molhada ainda, ele lavou! Filha da puta!
- Tá molhada porque eu lavei!
Irritada com a discussão, ela arrancou a calcinha da mão dele:
- Me dá isso aqui! Acabou a discussão! Isso não tem sentido. Você bebeu demais!
- Não estou bêbado! Responde... Você já imaginou ele passando a tua calcinha no pau dele?
Com um olhar de fúria, ele jogou um dos pratos na pia, tapou os ouvidos e  saiu correndo na direção do quarto gritando:
- Chega, chega, chega!
Insatisfeito, ele foi atrás:
- Com que cara vou chegar na empresa amanhã?
- Com a cara normal, é apenas uma calcinha vermelha!
- Calcinha vermelha e sensual, do jeito que os homens gostam!
- Tá e daí?
- Eu trabalho na mesa em frente da dele!.
- E o que eu tenho com isso?
- Imagina ele rindo e olhando pra mim!
- Isso é idiotice sua!
- Idiotice? Imagina ele me olhando e pensando: - Gozei na calcinha da mulher desse trouxa!
- Antes na calcinha do que em outra coisa.
- O queeeeeeeeeeeeeeê?
- Não te preocupa, você não é chifrudo ainda?
- Ainda? Tá pensando em me trair?
- Não, mas se você continuar assim...
- Assim o que?
- Vou embora! Já enchi o saco!
- Todo homem é tarado. Você sabe! A culpa não é minha!
- Eu sei? Mas essa burrice é!
- Você deixou a calcinha no banheiro só para me irritar!
- Chega de paranoia, esquecer calcinha no banheiro não é um crime.
- Mas justamente no dia que um colega e a sua mulher vem nos visitar?
- Esquece Beto, já passou! Quando você mija o assento do vaso, eu não falo nada!
- Não mude de assunto. A conversa é sobre a tua calcinha.
- Vai te tratar, procura um psicólogo!
- Estou errado? Existe coisa mais ridícula do que uma calcinha pendurada no banheiro?
- Eu reclamo da tua sujeira? Quando você come salgadinho e espalha tudo no carpete da sala?
- Não é pior do que exibir a calcinha no banheiro!
- Ah não???? E as tuas cuecas velhas e cagadas? Pior... Eu penduro no varal e a vizinhança vê as cuecas furadas? E o saco que você coça na frente de todo mundo?
- Não muda de assunto. É sacanagem! Todos os meus colegas vão saber que você usa calcinha vermelha... Mi-nuuuuuús-cu-la!!!
- Muda de emprego e encontra um onde ninguém tenha visto a minha calcinha!
- Isso não, onde vou encontrar outro salário igual!
- Então deixa de paranoia e age normalmente!
- Normalmente... Como? Amanhã a calcinha da minha mulher vai estar na boca de todos os meus colegas!
- Chega... Já são duas da madrugada!
- Chega não... Vai dizer que eu não tenho razão? Toda a empresa vai saber! Como eu vou trabalhar?
- Cheeeeeeeeeeeeeeeeeeega!!!! Sabe do que mais?
- O quê?
- To cansada! Especulação sobre calcinha, a essa hora, não!
Ela foi até o varal, onde havia pendurado a calcinha, apanhou-a e com extrema destreza enfiou na boca dele:
- Vai dormir no sofá e com a calcinha na sua boca. Boa noite, Beto! Aproveita bem!
Virou de costa, bateu a porta do quarto e passou a chave.

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

Um comentário :

  1. Eu faria o mesmo que ele....
    Em mulher minha ninguém põe a mão... nem na calcinha... muito menos os olhos!!!
    Mas bah tchê!!!!

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!