Minha doce Jéssica

por H. Thiesen

Jessica era o nome dela e ela era assim... Puta, cadela, uma completa vadia, mas era só minha! O seu corpo servia-se do prazer e o poder que eu tinha sobre ela, fazia dela minha submissa. Não servia para mais nada, a não ser sempre estar pronta para a lascívia. Ousava olhar em meus olhos e do jeito mais relés, pedia-me pelo prazer:
- Vem e come a tua cadela!
Nunca conheci alguém tão despudorada e  fútil, capaz de qualquer coisa para ter sexo. Castigava-a de imediato quando se comportava desse modo. Encostava-a numa parede, puxava-a pelos cabelos e aplicava-lhe fortes palmadas nas nádegas, depois virava-a para mim e  apertava-lhe os mamilo até faze-la gritar de dor. Ela era assim, a dor dava-lhe enorme prazer e o castigo era-lhe uma carícia insana. Tentar castigá-la era perda tempo, então mandava-a abaixar-se e lamber os meus pés, tal e qual uma cadela leviana e obedecia-me, com enorme prazer, entrava no cio e faltava-lhe apenas ladrar.
Porém, o poder que eu tinha sobre ela, era-me excitante demais. Cheguei a pensar em marcá-la com um ferro em brasa, para ver se seria-lhe uma punição e fazê-la sentir, pelo menos, um pouco de ira. Quanto mais eu pensava em castiga-la, mais eu me excitava e acabava cedendo aos meus caprichos e deixava-a lamber-me por inteira. Ela lambia-me, chupava e sugava  de um jeito impudente e eu não precisava de esforço nenhum, me levava a um gozo quase glorioso, tamanha era a sua desenvoltura.
Eu sabia que o castigo a excitava e a dor levava-a a loucura e quanto mais louca, mais dedicada ela era. Não foram poucas as vezes que marquei-a com força, infligindo-lhe um flogger ou a cane em suas costas, depois amarrava-a, vendava-lhe os olhos e desferia-lhe tapas na cara e via-a molhar. Ao vê-la excitada, uma simbiose se instalava e eu me rendia, ficava mais excitada e beijava-lhe o corpo, sugava os mamilos saltados pelo aperto das cordas e mergulhava entre as suas pernas para provar o mel que escorria. Fazia-a gozar loucamente, depois a libertava e delirava ao ver as marcas vermelhas das cordas em seu corpo.
Ela fazia tudo de uma forma tão entregue, que quando a olhava, eu me intrigava e me perguntava, por onde andava a vontade pela luxúria e descobria que a submissão era mais forte e dava-lhe mais prazer que o sexo e este era bem melhor se eu a punisse.
Ela era assim, uma submissa, uma cadela, apenas a puta que me satisfazia, mas ela sabia que apesar das aparências e de todo o poder, não era eu, mas era ela que me dominava!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

5 comentários :

  1. Pura excitação esta estória. Muito bonita de se ler!
    Parabéns Princesa. :)

    Queira-me dar a honra da sua visita

    Prazeres e Carinhos Sexuais

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Pois é. Não é raro que o dominador se sinta um tanto fragilizado por cair na tentação de sua dominante. Há de se ter força para resistir e coragem para recair.

    ResponderExcluir
  3. Menina...menina!!!
    Eu li o texto duas vezes! Para ver se eu estava enganado, ou se não me apercebera de algum detalhe. Sabe o que me impressionou?
    A narrativa é feita em primeira pessoa e não dá a dimensão se é uma narradora ou narrador!!!
    Ou seja... não se pode depreender se é um homem ou uma mulher quem está narrando....
    Um texto ótimo, tesudo... coisa de profissional....
    Beijos "alemoa"!

    ResponderExcluir
  4. MATEI A CHARADA: " deixava-a lamber-me por inteira...."
    Você é sensacional... me obrigou a ler pela quarta vez.....
    Você é foda!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Marcar à ferro e brasa (rsrsrs) auauauauau, cheguei a latir com essa, AMEI!!!

    Boa semaninha cheia de tesão!
    Bjss da Leoa

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!