Provocando no Trem

por H. Thiesen 

Eram oito horas da manhã, eu estava indo para o Centro de Porto Alegre e o metrô estava completamente lotado, as pessoas se espremiam para embarcar e notei que um garoto, mais ou menos com uns vinte anos, atrás de mim. A cada balanço, a cada curva, eu sentia ele mais próximo. Como sempre eu estava com meu tipo de roupa predileta, sempre muito ousada e mostrando meus contornos, principalmente com a bunda em evidência e ousando muito no decote. Eu sentia ele cada vez mais próximo, a ponto de sentir a sua respiração em minha nuca, Já havia sacado a sua intenção e resolvi deixar como estava para ver o que acontecia.
Comecei a me excitar com a proximidade e cooperava com a situação ficando em posição a qual ele pudesse se acomodar ao longo do meu corpo. O vagão lotado, nos espremia um contra o outro e o encaixe era obrigatório. Através da minha calça legging, eu sentia o volume crescendo em suas calças. Me movimentava devagar e fazia a minha bunda esfregar em aquele volume quente. As vezes me empinava e deixava que ele se encaixasse completamente. Ele me apertava cada vez mais, parecia querer me penetrar através da roupa.
Ousei um pouco mais, delicadamente e disfarçadamente para ninguém notar, levei minha mão de encontro ao seu pênis e comecei a acariciá-lo. Ele suspirava em minha nuca e eu o masturbava por cima da roupa. Minha mão passeava pelo seu pênis e testículos, eu o apertava com muito tesão e oferecia a minha nuca para que ele sorvesse o meu perfume.
Estava muito quente e eu estava muito excitada. Fui me virando devagar e me ajeitei para que ele pudesse perceber tudo por dentro do meu decote. A bolsa em um dos ombros era segurada pela minha outra mão e a posição dela, cruzando o braço por baixo dos seios, possibilitava que eu os levantasse e os exibisse. O cenário era altamente erótico. Minha mão continuava em seu pênis, ele colado em minhas coxas, seus olhos mergulhavam entre meus seios e a nova posição nos deixavam de rostos completamente colados.
Foram 20 minutos mais ou menos neste esfrega, rala e enrola.
Eu sabia que quando desembarcasse, ele tentaria se aproximar, desembarcando na mesma estação, isto é algo normal, um cara não deixaria passar em branco e não é sempre que um homem tem uma oportunidade assim, seja qual fosse a estação. Meu destino era a Estação Terminal e com certeza a esta altura dos acontecimentos, o dele também.
A lotação do trem começou a diminuir, não poderíamos continuar e me afastei um pouco. Ele se ajeitou para a sua excitação não aparecer através das suas calças jeans.
Resolvi desembarcar na penúltima estação, e como eu previa, ele fez o mesmo. Caminhei ao lado do trem parado e ele sempre ao meu lado. A campainha característica de portas fechando soou, e pulei para dentro do trem no último momento, durante o fechamento das portas. Olhei pela vidraça do trem, ele me olhava, joguei-lhe um beijo e com a outra mão, um tchauzinho!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

5 comentários :

  1. Maravilhoso conto. És uma verdadeira escrivã do erotismo. Parabéns


    Gostava de receber a tua visita
    Beijoos
    Anjinha Sexy

    Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderExcluir
  2. Isso é sacanagem com o garoto!!
    Ele teve que descascar umas tantas!!!!
    Que nem o PDR!!!

    ResponderExcluir
  3. A vida real é ão diferente...teve um homem que se esfregou numa mulher no metrô, ela desceu e reclamou com o guarda qy disse"também...com esta sainha!"Conclusão um: toda mulher que usa mini-saia merece ser estuprada!(?)
    Teve um homem que entrou num vagão especialmente das mulheres pra tirar proveito e foi devidamente enxotado pelas passageiras! Conclusão dois: bem feito!
    Pra encerrar: os engraçadinhos que lêem esse tipo de coisa escrita por uma mulher, acham que toda passageira procura isso numa condução lotada!
    Desabafo de uma feminista da classe proletária!!!

    ResponderExcluir
  4. Vai ver o cara era feio e esfregou mal!!!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esfregar mal é pôr o pau pra fora? Bonito ou feio, assediador é assediador!Se fosse sua filha vc acharia engraçado? Posso até ser rotulada de desagradável, mas meu ponto de vista é esse!!

      Excluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!