O Vampiro e a Noviça: A Saga Continua

por H. Thiesen

LEIA ANTES , A PRIMEIRA PARTE, SE PREFERIR!
CLIQUE AQUI!

A noviça deitada de bruços, ergueu a cabeça do seu travesseiro, seus olhos vermelhos de choro, mas profundos, firmaram-se diretamente para os olhos da Madre:
- O que fizeste? Onde está o meu amor?
- Minha filha - disse a Madre - finalmente morto, ele está morto!
- O que fizeste, amaldiçoo-te pelo resto de sua vida!
- Era preciso fazê-lo, do contrário estarias perdida! Mesmo a pior das maldições que podes me enviar, não será pior que a que recairia sobre ti!
- Mas... ele era o meu amor e a minha alma... eu já lhe tinha entregado!
- Eu sei... Acalme-se agora e lhe contarei tudo!
A velha Madre, respirou fundo, alinhou a memória e começou a contar:
Era um tempo antigo, ainda quando a ponta da espada era a lei, os homens eram violentos e viver era uma enorme aventura. Havia uma donzela chamada Juliet, noiva de um Lord, chamado Nester, um homem talentoso, mas egoista e mesquinho. Lord Nester era capaz de fazer qualquer coisa para enriquecer mais e mais.
Na vila onde moravam, existia uma mulher chamada Desirée, uma mulher estranha, que não se mostrava durante o dia, morava em uma casa enorme e sombria, mas todos sabiam que era muito rica e poderosa. Ela havia se apaixonado pelo Lord e não aceitava o seu noivado com Juliet. Além de rica e poderosa, ela encantava os homens com sua beleza e lançou mão de todos os seus atributos para conquistar o Lord. Sabendo da avareza e do egoismo dele, lanço-se à conquista, usando todo o seu charme e encantamento. Lord Nester não resistiu e caiu na armadilha de Desirée.
Naquela vila, ninguém sabia de onde aquela estranha mulher teria vindo, um dia ela chegou, comprou a casa e ali se estabeleceu. Na primeira noite entre eles, Desirée usou de todas as suas armas sedutoras. Seios seios formosos e o corpo esguio, encantaram a mente egoísta de Nester, seu poder foi mágico sobre a avareza do Lord. Eles se amaram, juntaram seus corpos em um só e provaram dos mais intensos prazeres naquela noite. Ela usando de todas as forças e malícias que possuia, tomou posse do seu amada, conduziu-lhe e impôs-lhe um prazer extremo, do qual ele ficou totalmente emaranhado em uma teia de desejos. Levou aos limites da luxúria, recobriu-lhe com a sua sedução doentia e quando seus corpos derramaram-se em gozo, ela deu ao Lord a eternidade, mordendo-lhe o pescoço. Ela era uma vampira e vagava pelas sombras a mais de mil anos.
Certo dia, chegou à vila uma outra mulher, chamada Ramona e que perseguia por muito tempo a Vampira Desirrée. Aproveitando-se da fraqueza de Desirée, a paixão pelo Lord que deixou-a vulnerável e com a guarda aberta, vultuosa pela sua conquista, matou-a, em uma emboscada. 
Ramona sabia que Desirée havia deixado discípulos e que um deles seria o detentor do seu legado, aquele que ela mais amou. Durante algum tempo, Ramona procurou por eles e eliminou todos, exceto o principal, Lord Nester.
A Caçadora sabedora de todos os infortúnios que um vampiro pode ter, estava consciente que Lord Nester procuraria uma nova esposa e que ele buscaria dar a eternidade, a quem mais amou, quando ainda era um ser humano, a sua ex-noiva Juliet. Ramona procurou pela amada do vampiro por todos os cantos e quando a encontrou jurou protegê-la e livra-la das garras da criatura bestial.
Ramona e o Lord se encontraram algumas vezes e em todas elas, ele conseguiu safar-se e fugir. No último encontro entre, apesar de ter sido dominado por Ramona, Lord Nester conseguiu desvencilhar-se e em um golpe de muita sorte, devido a uma distração da Caçadora, partiu para o interior da escuridão, gritando aos ventos:
- Ramona, voltaremos a nos encontrar e ainda que me custe a eternidade, Juliet será a minha eterna esposa!
Depois disso, ele desapareceu nas sombras daquela noite e nunca mais foi visto.
Provisóriamente, Juliet estava livre, mas os laços entre eles ainda não estava desfeitos, suas almas estavam ligadas pela eternidade, a menos que esses laços sejam cortados.
A Madre interrompeu a sua narrativa e olhando para a Noviça, viu-a com os olhos cheio de lágrimas.
- O que aconteceu - perguntou Renée - com Ramona e Juliet?
E a velha Madre contiuou a sua narrativa.
Ramona ficou decepcionada por ter falhado e jurou proteger Juliet para sempre, para ficar próxima, internou-se em um convento e terminou os seus dias como freira. Juliet viveu por muitos anos, mas sempre lembrava-se do seu amor e em nenhum instante da sua vida esqueceu-se dele.
Os olhos de Renée brilharam e encarando a Madre disse-lhe:
- Madre tudo o que me contaste, eu já sabia, é como eu tivesse vivido cada momento!
- Eu sei disso minha querida, pois eu sou Ramona, jurei protege-la por toda a eternidade, até  tudo isso ter um final. Tu és Juliet! Estamos unidas pelo meu juramento.
- Madre, agora ele está morto, tudo terminou, então estamos livres.
- Ainda não, a nossa vida é um grão de areia frente à eternidade. Já estivemos aqui, fomos e voltamos, outras vezes iremos e novamente voltaremos e com ele acontecerá o mesmo. Ainda não acabou! Os laços entre vocês ainda não se romperam.
- Aqui aprendemos que vamos para o céu ou para o inferno, agora me falas o contrário, que podemos ir e voltar?
- Eu te falo a verdade, por que bem a sabes, és uma testemunha disso, as tuas memórias são as provas.
- E quando isso terá um fim?
- Nester foi enviado para o Vale das Sombras, está lá preso por sua mente maligna, de onde um dia sairá, pelo bem ou pelo mal. Se sair pelo bem, tudo estará acabado, mas do contrário, terei que matá-lo ou enviá-lo para lá novamente, assim que ele desembarcar neste mundo!
- Se ele é tão maligno, como poderá sair pelo bem?
- Precisará ser resgatado do Vale das Sombras, por alguém que o ame realmente e não se deixe envolver  pela sua mente imunda e pelos perigos do vale.
- Quero morrer para ir busca-lo!
- Se desejar e fizer isso, irás também para o Vale e de lá não poderás sair, mas nunca o encontrarás e não poderá ajudá-lo. Se o amas e queres salvá-lo, tens que viver e aguardar a hora certa.
E, Renée viveu, prossegui seu caminho, tornou-se freira e depois a abadessa do convento. A Madre faleceu alguns anos depois, de todos estes acontecimentos.
Durante a sua vida, Renée tinha sonhos e pesadelos. Sonhava com dias de felicidade junto ao seu amado e em outros dias sonhava com o Vale das Sombras, pesadelos horríveis que lhe torturavam. Em cada um deles ela ouvia o chamado de Nester, mas não conseguia vê-lo. As vezes via-se caminhando pelo vale, atacada por criatuaras horríveis e horripilantes, todas as vezes acordava apavorada. Mesmo assim esperava pelo dia, no qual poderia resgatar o seu amado.
Suas noites eram quentes, bastava-lhe fechar os olhos e os sonhos povoavam o seu sono. Muitas vezes sonhou que fazia amor com Nester, sentia o toque cortante do vampiro em sua pele, o beijo frio a caminhar pelo seu corpo. Quantas vezes sentiu-se possuída e dominada pelo desejo, tendo as mãos do Lord passeando em seu corpo, segurando seus seios ou tocando o seu sexo.
Varias vezes acordou excitada, encharcada de desejo entre as pernas e se masturbou pensando em seu amor impossível. Teve infinitos orgasmos, quentes e poderosos e em cada um deles, parecia sentir que seu corpo era partido ao meio, tal era a presença constantes que o Lord habitava seus sonhos e pensamentos.
Os laços entre eles a amarraram durante toda a sua vida, sua alma nunca teve paz durante toda a sua existência. Ela sentia um fogo queimar-lhe o corpo, a pele ardia-lhe como se estivesse dentro um forno. Movida por uma paixão fulgáz e que de maneira nenhuma seria completada, sem contrapartida.
Finalmente chegou a sua hora e mesmo na sua hora derradeira ela não deixou de expirar a sua paixão:
- Meu Lord, estou pronta, agora irei buscá-lo.

LEIA O ÚLTIMO CAPÍTULO!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

Um comentário :

  1. Ahhhhhhhh.... uma segunda parte perfeita....
    Um conto com ares sombrios, vampirescos...uma forte tinta negra em volta do texto nos fala da expectativa sombria da terceira e final fase!!!
    Lindo o conto... espero ler a terceira parte...
    SENSACIONAL!!!!

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!