Muito puta mesmo!

por H. Thiesen

Naquele dia ela teve uma discussão com a mãe e para relaxar decidiu sair com os amigos, que a levaram numa boate da moda.
Arrumou-se, vestiu uma blusinha que evidenciava os seios, uma minissaia simples e coladinha ao corpo e um salto alto.
Quando chegou na boate notou logo os olhares, que não faziam o menor esforço para desviar. Sentiu um arrepio estranho. Um dos amigos a olhou, percebendo a sua tensão e disse:
- Relaxa, aqui é assim mesmo! Não se preocupe, o que acontece aqui... aqui fica! Claro, a não ser que você decida levar pra casa!
Ela riu e fingiu que a sua preocupação era besteira, afinal, o que poderia acontecer, certo? Errado! Não demorou muito para os amigos e amigas começarem a pegação do meu lado, até o mais quietinho de todos arrumou uma doidinha pra ficar. Decidi se afastar e assistir ao show que acontecia num outro ambiente.
À princípio tudo estava normal, até que uma morena linda apareceu e estacionou ao seu lado e olhando com uma cara safada, como ela nunca tinha visto, perguntou:
- Teu nome?
- Bianca...
E, sem que deixar ela terminar a frase, foi logo, à vista de todos, metendo a mão no meio das suas pernas.
Surpresa, ela não esboçou reação, mas é claro, gostou da atitude da morena, uma vez que, apesar de nunca ter transado, sempre fantasiou uma aventura com outra mulher.
A sua xoxota pulsava e se não fosse a calcinha, estaria pingando. Não entendia o que isto significava, mas queria sentir mais e mais aquela sensação nova e deliciosa. Pressionando a mão, a morena quase fazia a sua calcinha entrar pela vagina adentro e notando a situação, pegou-a pela mão e levou-a ao banheiro.  Empurrou-a para dentro de um dos boxes e a colocou contra a parede:
- Se você não quiser ficar comigo agora, fale! Mas se quer... Continue calada!
Ela continuou muda, na verdade, estava em dúvida. Queria e ao mesmo tempo sentia vontade de sair correndo. Porém, a excitação venceu!
A morena começou a beijá-la. O beijo era muito intenso e a sua língua habilidosa. Depois desceu para o pescoço, enquanto enfiava a mão pelo meio das pernas dela. A blusinha facilitou e logo a morena retirou os seios dela para fora e começou a mamar nos bicos duros e pontudos. Ela nunca sentira algo tão gostoso e gemia enquanto era mamada e acariciada na xoxota molhada (ainda por cima da calcinha).
A morena sentou-a no vaso sanitário, subiu a minissaia acima da cintura, afastou a calcinha para o lado e caiu de boca.
- Ah! Que delícia! - Ela pensou!
Sem dúvida a melhor sensação da sua vida, seu corpo todo estremeceu, enquanto a morena brincava e circulava a língua no seu grelho e com seus dedos dentro da sua perseguida fazia os vai-e-vens.
Não foi necessário muito tempo e ela gozou, gemendo alto e tremendo as pernas.
A morena lambeu o seu gozo, depois olhou-a, sorriu e lhe disse:
- Muito puta mesmo, gozou pra mim e nem quis saber meu nome!
Levantou-se, limpou a boca com a mão e foi embora.
Ela ficou sentada no vaso por alguns minutos, sem entender o que tinha acabado de acontecer. Ainda estava muito excitada pra voltar para pista e fingir que nada tinha acontecido e se masturbou pensando na estranha e gozou pensando no tesão que sentiu.
Limpou-se com um pedaço de papel higiênico, saiu do cubículo, foi até o espelho, lavou as mãos, retocou a maquiagem e voltou para pista.
Procurou pela estranha, queria tentar compensar a pouca educação, mas nem sinal dela.
Já faz muito tempo que isso aconteceu, mas ainda hoje se masturba pensando naquela morena atrevida.

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

8 comentários :

  1. Aiiiii... menina.... essas histórias nunca acontecem comigo... ahhh se eu estivesse lá para ajudar as duas....!!! Nunca... estou sempre no lugar errado, na hora errada, no dia errado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô time de sorte...puta que pariu!!!
      Só faz gol no último instante!!!

      Excluir
  2. Mais um conto excitantemente belo!!

    Espero a tua visita (:
    Bjocas

    Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderExcluir
  3. Filhota!

    Q loucura! Quem quer saber o nome com tanto tesao envolvido, rs

    Bjooooo

    ResponderExcluir
  4. Uma estória que pode ser ficção mas que roça a realidade. Existem tantos casos assim. Não tanto não sabendo o nome da outra, nem depois a não ver mais, nem que essa saia sem lavar a boca, apenas limpando com a mão, mas na essência do ato, o certo é que acontece muito nas boates e outros locais afins
    Gostei muito de ler.

    Bjs

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!