Ser puta... É uma arte!

por H. Thiesen 

Ser puta não é uma forma de vida depreciativa, é um dom! Nenhuma mulher é puta por acaso. Não! Definitivamente, mulher nasce puta ou se torna puta, mas a questão principal é, conceitualmente falando, ser apenas uma puta ou uma puta com todas as letras! Afinal, pensando bem, puta pode ser de tudo um pouco, prostituta, piranha, vadia, cadela, messalina, menina má, mulher liberada, profissional do sexo... opa, profissional do sexo? Nem tanto assim, porque algumas amadoras do sexo, conseguem superá-las de forma totalmente convincente e competente.
Puta existe desde o princípio do mundo e tem em todo lugar, dizem que é a mais antiga das profissões e por sinal, é uma puta profissão!
Tem puta em todos os cômodos, no quarto, na sala, na cozinha, no banheiro e até na sacada. Tem puta sobre todos os móveis, na cama, no sofá, na mesa, na pia da cozinha ou no fogão e cá entre nós, no fogão é um incêndio! Tem puta na rua, no trabalho, no bar, na festa, na boleia, no carro, no banco da frente e no banco de trás, na igreja, no restaurante, na praça e na televisão. Tem puta bem escondidinha e puta que todo mundo sabe. Mas tem e é claro, puta até na puta-que-pariu! Puta tem de todos os jeitos!
Tem puta exigente, dá para quem ela quer e não para quem a quer!
Tem puta santinha, é puta e ninguém sabe, só sabe quem já transou com ela.
Tem puta autêntica, todo mundo sabe. É puta e dai?
Tem puta distraída, quando vê está dando, nem sabe como, mas está dando!
Tem puta produzida que gasta uma nota preta e sonha virar celebridade.
Tem puta vadia que não se valoriza.
Tem puta de muitos, para dar umazinha com ela, é preciso pegar senha. Está sempre ocupada, dando pra um ou pra outro.
Tem puta linda, a mais requisitada de todas.
Tem puta feia jogada pelos cantos, mas quando alguém come, vira um vulcão!
Tem puta natural que não precisa reforma, uma sortuda!
Tem puta turbinada, nos peitos, na bunda, nas ancas e em qualquer lugarzinho que pode-se colocar um enchimento.
Tem puta equivocada,  esta em duas versão! Pensa que é mas não é, ou, é e pensa que não é!
Tem puta convencida, se acha a mais puta de todas!
Tem puta introvertida, é puta para ela mesmo. Nunca dá para alguém, mas na solidão do quarto é capaz das mais infames putarias consigo mesmo.
Tem puta narcisista, se acha puta e só faz putaria na frente de um espelho.
Tem puta modelo fotográfico, dá com prazer, deixa-se fotografar e cai na net.
Tem puta safada, dá por prazer e também dá só por dar, dá a qualquer hora, em qualquer lugar e de qualquer jeito, para isso, só precisa de uma oportunidade.
Tem puta que quer ser puta e é puta por que gosta, ela não precisa ser puta, ela é puta vinte quatro horas por dia, é puta por pura sacanagem, a putaria para ela é como um imã e é mais conhecida por piranha, vadia, vagaba. Se não tiver oportunidade, ela arranja um jeito e faz a oportunidade aparecer.
Tem a puta burra, acha que dar é vantagem e que vai ganhar alguma coisa. Não distingue nada na sua frente. Não está aí pro perigo, por que é ela o maior perigo! Nasceu pra ser puta e pronto. Na sua burrice, dar é a solução. Dá sem saber nem por quê? Dá para o homem das outras e se eles não quiserem, ela incomoda até conseguir dar. Uma puta burrice!
Tem a filha da puta, é safada e ordinária, oferecida, não importa se o homem é solteiro ou casado, arrumado ou um pobre coitado, a putaria está no sangue, vem de berço! Tá nem aí, quer ser puta de qualquer jeito e foda-se o resto!
Tem a puta rampeira dá para qualquer um, não seleciona, dá e pronto, mas uma coisa é certa: Se alguém comer, todo mundo fica sabendo!
Tem a puta pobre, é uma coitada, não tem tempo pra nada, se não der passa fome.
Tem a puta rica, é estilosa, toda chique, sofisticada, arranha no francês, enrola no inglês, arrisca o portunhol, mas esquece e  maltrata o português. Veste-se como perua, usa bijouterias caras, borrifa o corpo com Channel 5 ou Anaïs Anaïs. A sua perseguida é de ouro, caríssima!
Tem a puta universitária, dá a perereca para pagar a faculdade. É culta, de família. Sabe se impor, não é para qualquer um. Já comprou um carro, financiou o apê e cuida do futuro como um relicário. Menina educada, vai na balada, sai com os amigos, passa na rua despercebida, todo mundo desconfia, mas ninguém acredita: Será que é ou não é?. Claro as melhores amigas sabem, mas muitas delas fazem o mesmo. Sua profissão é segredo de estado! Um dia ela deixa de ser puta e vira médica, engenheira, psicóloga e torna-se uma profissional respeitada! E daí, deu... mas encheu a bolsa!
Tem a puta virtual, a versão avançada, que não precisa dar para ser puta. Basta mostrar os peitos, a bunda e a pexereca. Os seus dedos são as ferramentas de trabalho. Usa brinquedinhos e diversas fantasias. Passa o dia na frente de uma webcam exibindo-se, olhando para a câmera agradecendo pelas gorjetas: - Thank you guy! Obrigada! Gracias! Vez ou outra joga um beijinho, comemorando o barulhinho de moedas caindo: - Muuuuuá! Smaaaaaack! As vezes, alguém a requisita para uma bronha privada. Bem que ela poderia trocar de nome, quem sabe Animadora de Punheta?
Mas existem muitas outras, a Maria Gasolina, que só dá para quem tem carro, Maria Chuteira que vive pendurada em jogador de futebol, Periguete que é baladeira e vulgar, não está nem aí, vai à caça sem escrúpulos!
Finalizando, não posso deixar de citar a puta na cama ou puta de um só. Sob a luz do sol, na sala e na rua é a mais estilosa de todas e cheia de charme. No dia-a-dia e na sociedade é uma lady, recatada, envergonhada, donzela e muito discreta. Quando fecha a porta do quarto, saí da frente, homem tem que ser macho para aguentá-la. A puta na cama é uma artista, faz peripécias como a mais profissional da putas, com uma grande vantagem, é extremamente romântica e apaixonada. Dá para o seu homem com todo amor e prazer. É puta somente para o seu homem e para ele é uma puta ordinária e safada! A puta na cama é a puta dos sonhos de todos os homens ou, a puta que toda mulher gostaria de ser. Algumas conseguem, umas tentam, outras não e outras ainda, falta-lhes o homem que as tornem putas ou coragem para ser. É a puta perfeita ou uma perfeita puta!
Não importa o tipo, todas elas são mulheres, mas existe um consenso para ser puta, precisa-se ser uma PUTA MULHER, por que ser puta: É uma arte!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

5 comentários :

  1. Parabéns pelo soberbo e excitante texto!! Riquíssimo.

    Bjocas
    Bom Domingo

    Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. És puta... Absoluta. Impoluta
    És puta, que meu coração desfruta.
    És puta... a mais doce fruta!
    Puta. Dona da mais linda gruta.

    Não sei qual a tua definição
    Se és sábia, vadia, cachorra...linda!
    Sei que és tudo isso mais ainda
    És a puta do meu coração.

    ResponderExcluir
  4. Conclusão: todas são! Ai, gente!!!...

    ResponderExcluir
  5. Calma aí, nem todas são, há princesas, são as putas do dono.

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!