Uma viagem ao centro das coxas!

por H. Thiesen 

Você me encheu de beijos no pescoço, nossos corpos se aproximaram, as tuas mãos tocaram-me, primeiro com suavidade e depois um tanto agressivas e sedentas, o teu tesão escancarou-se nos teus lábios, que engoliram a minha boca.
Sem muita demora, nos desfizemos das roupas e nos entregamos às carícias e muitos beijos. O único ruido era o relógio de parede, que testemunhava inerte a afloração dos nossos desejos. O tic-tac parecia querer misturar-se aos barulhos dos lábios lascivos e das línguas entrelaçadas, que diante da nossa nudez, podiam seguir livres, pelos caminhos que desejassem.
Agora, já me encontro molhada, um calor sobe pelo meu corpo e a tua boca, mais faminta do que a minha, inicia o passeio pela minha pele, começando pela minha orelha, vai molhando-me até o pescoço, desce um pouco mais pelos ombros e deslizando suavemente pelo meu colo, descobre meus seios. Guiada pela cobiça, circula, lambe e suga, deixa meus seios molhados de saliva e entumescidos pelo prazer proporcionado. 
Tua boca atrevida desliza pelo meu corpo e atinge o meu umbigo, eu me contorço e fico cheia de vontade para sentir todo os prazeres possíveis e inimagináveis, pois sei que ela viaja alucinada, em busca do centro das minhas pernas.
Teus lábios procuram durante a viagem, todos os meus recantos e tua língua desesperada, deixa em mim o teu rastro molhado, passeiam pelo meu púbis nu e descobrem nas minhas virilhas, uma estrada franca que leva ao teu destino.
A tua saliva mistura-se ao meu prazer e me entrego ao tesão, abrindo as minhas pernas. Te olho mergulhando no centro das minhas coxas e não seguro nenhum dos meus gemidos. Penso somente na tua boca carnuda, sorvendo o mel que escorre do meu sexo. Sinto um latejamento nas minhas entranhas, é a tua língua me invadindo solene. O calor que emana da tua boca, faz incendiar o meio das minhas pernas.
O tesão que eu sinto é indescritível, seguro a tua cabeça e aperto-a contra mim, como se quisesse fazer você entrar e sentir tua língua no meu útero.
Quando a tua boca, suga o meu clitóris, sou levada à extrema loucura. Sinto todo o meu corpo estremecer e uma dor gostosa sobe pela minha espinha. Os teus lábios não param de cercar meu clitóris, enquanto você suga, a tua língua se aproveita dele.
Aperto com mais força a tua cabeça, mexo os quadris e me esfrego no teu rosto. Tuas mãos me agarram e imobilizam e a tua boca mergulha em mim de novo.
Não aguento mais, o prazer é imenso e gozo deliciosamente na tua boca.
Falta-me agora, senti-lo dentro de mim e satisfazer todos os teus desejos!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

7 comentários :

  1. Belo e excitante conto! De ficar sem respiração. :-)

    Beijinhos
    Prazeres e Carinhos Sexuais

    ResponderExcluir
  2. Essa sensação de apertar com as pernas... Conheço, até tenho pena dele...

    ResponderExcluir
  3. O futuro

    àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos...Pense disso

    ResponderExcluir
  4. Uma oral bem executada é o caminho do paraíso.

    ResponderExcluir
  5. A coisa mais linda numa relação.... chupar.. chupar com gosto e arte.
    Enterrar a cara na buceta da mulher amada...chupar com gosto, prazer, tesão... e sentir o apertar dela na minha cabeça....Vale a pena ter vivido para experimentar isso!!!

    ResponderExcluir
  6. Carinhos de doçura. Uma mulher sentir como o homem lhe despe a calcinha é um momento único e libidinoso

    Deixo Carinhos sedutores.

    ResponderExcluir

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!