Sonho Molhado

por H. Thiesen 

Na sala de aula, de frente para a turma, o professor de estatística explica um conteúdo, meu pensamento vagueia, não presto atenção, sei que ele fala de algo, que em breve eu esqueceria.
Paula sentada ao meu lado,  demonstra concentração, se não, pelo menos finge prestar atenção na aula monótona e chata.
Disfarço, corro os olhos em seu corpo, a aula prossegue e os meus pensamentos vão ao encontro de outro local, precisamente, no meio das pernas dela. Ela me olha, desvio o olhar e depois volto a olhar, ela ainda me olha e sorri. Noto que ela desliza o olhar em direção aos primeiros botões abertos da minha blusa, que deixam a mostra um pouco dos seios. Será? Não, estou delirando, ela nunca falou sobre o assunto.
A aula está enfadonha, levanto para ir ao banheiro. Mesmo sem olhar, sinto que ela está me olhando. Antes de sair pela porta da sala, olho para ela e confirmo meu pressentimento. Ela está sim, me olhando com aqueles olhos verdes. Nossos olhares se encontram, fixo-me um pouco nos delas, como a convidando para o breve passeio. Ela continua firme e esboça um sorriso. Vejo em seus olhos um desejo quase reprimido.
Não, não pode ser! Estou louca! Retribuo o sorriso e arqueio sugestivamente a sobrancelha. Atravesso a porta cheia de tesão.
Ir ao banheiro foi apenas uma desculpa, para escapar da aula massante. Abro a torneira, lavo rosto e para diminuir o tesão, molho um pouco pescoço, fecho os olhos e respiro fundo.
- Me chamou? 
Que susto. É ela! 
Paula me segura pelos braços e me leva a um dos sanitários, me empurra contra a parede e pressiona o meu corpo contra o seu. Sem me dar tempo, me beija e enfia a sua língua na minha boca.
Seguro o seu rosto e torno aquele beijo ardente. Suas mãos tateiam o meu corpo, seguram meus seios, procuram os mamilos. São mãos delicadas, mas muitos vorazes e descem pelas minhas costas, até encontrarem as minhas nádegas e me apertar contra ela. Sempre me apertando e me pressionando, ela coloca sua coxa entre as minhas, me pega no colo e eu enlaço com as pernas a sua cintura. O beijo é quente, mas logo termina.
Paula me vira de costas, abre o zíper da minha calça, agacha-se e a desce até os pés. Ficou surpresa e disse alguma bobagem, quando notou que eu não vestia calcinha. Afastou as minhas perna e encaixou seu rosto no vértice entre as minhas coxas e as minhas nádegas, com as mãos fazia-me empinar a bunda e deixar o objeto do seu desejo ao alcance da sua boca. Ela estava ensandecida e sua língua lambeu-me deliciosamente. Sua boca servia-se da minha vulva e eu ensopava a sua língua com meu néctar. Paula não me dava trégua, lambia e chupava, me deixando mais louca. De repente ela para, volta a minha boca e me beija novamente, ao mesmo tempo levanta a minha camiseta e em rápidos segundos, está nos meus seios, sugando e lambendo meus mamilos. Ela lambe e chupa um deles e brinca com o outro entre os dedos.
Novamente ela me beija e seus dedos se instalam entre as minhas pernas, me acariciando, friccionando e invadindo. Sem deixar de me dar atenção, ela se move e me faz sentar no sanitário, coloca-se entre as minhas pernas e põe-se a chupar meu sexo, olhando nos meus olhos e mostrando-me como estava sedenta e faminta.
Ela mergulha em mim, com um frenesi irracional e dedica-me sua língua freneticamente. Lambendo deliciosamente, as vezes me invadindo e outras vezes circulando meu clitóris. Ela me devora literalmente e sinto que o meu orgasmo está para nascer com força e intensidade, mas...
Uma mão insistente sacode o meu ombro e abro os olhos, sem saber aonde estava.
- Ei, acorda!
Era Jane, a minha amiga, que divide o aluguel comigo.
- Ãh, que... foi?
- Você estava gemendo e se debatendo! Foi um sonho!
- É... um sonho... - falei decepcionada.
- Hummm... eu interrompi alguma coisa? - perguntou-me ela.
- Bem, na verdade interrompeu, mas era apenas um sonho e nós podemos torná-lo realidade!
- Por que não? - Perguntou-me ela!

--------------------------------------------------------------
© COPYRIGHT BY "PENSAMENTO INDECENTE"
Todos os Direitos Reservados
All Rights Reserved
DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS
Cópias e publicações permitidas, desde que acompanhadas dos créditos à autora do texto e link para para este blog: PENSAMENTOINDECENTE.COM
.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

***********************************
ATENÇÃO COMEDORES, leiam antes de comentar:
Comentários que contenham, endereço de e-mail, telefones e propostas para relacionamentos, não serão publicados, para isso existem sites especializados. Também terão o mesmo destino, comentários ofensivos, discriminatórios e preconceituosos.
***********************************
OBRIGADA PELA SUA VISITA!